Acompanhe aqui:

14 de fevereiro de 2016

Resgatando a emoção do Slam Dunk Contest


Eu sou muito suspeito para falar. Eu adoro o NBA All-Star Weekend. Falo com o peito estufado e todo mundo aqui sabe. Mas não sou ingênuo em dizer que estava satisfeito com o Slam Dunk Contest. As principais estrelas da liga não querem participar por uma grande exposição que pode até ser desnecessária para suas respectivas imagens, e também porque a competição não o interessam. Ok, a NBA trabalha com as peças que restam.

Mexe daqui, arruma dali, remonta aqui... a liga vem realizando diversas mudanças para deixar a competição com um ar de emoção e de empolgação. O fã já estava desistido. Para se ter uma ideia, o concurso dos três pontos estava sendo o mais aguardado para a maioria dos seguidores aqui do Paixão NBA. É uma competição onde os melhores realmente querem participar e vencer. É justo. O menino Slam Dunk Contest estava sendo deixado de lado. Era aquela moça bonita, que já tinha encantado todos os rapazes, que arrancava suspiros... só que o tempo passou e ela foi ficando esquecida. Dando espaço para outras moças.


Aí, em 2016, o torneio das enterradas apresenta Aaron Gordon, um jovem do Orlando Magic disposto a tirar Zach LaVine do posto de melhor dunker da atualidade. E o menino LaVine quer se manter no topo a qualquer custo. Isso só poderia sair coisa boa. Foi um concurso espetacular. De prender a respiração. De grudar os olhos na TV. De falar: AH, SLAM DUNK CONTEST, SUA LINDA, VOCÊ VOLTOU"

Para quem estava com saudades de enterradas de Michael Jordan, Dominique Wilkins, Vince Carter, Jason Richardson, Dwight Howard, Nate Robinson... foi um prato cheio. O torneio neste ano abrilhantou um sábado repleto de atrações e de festa. Por mais que digam que não gostam do NBA All-Star, a audiência diz outra coisa totalmente diferente. É animal. Parece NBA Playoffs ou NBA Finals. Todos querem ver os concursos programados no segundo dia do final de semana festivo.

Não entro no mérito se foi ou não foi o maior concurso de enterradas da história, já que não tenho propriedade no assunto por não ter acompanhado as demais disputas, que se iniciou em 1984 com Larry Nance desbancando Doctor J e Dominique.


Foi um dia para resgatar o orgulho dessa competição tão legal. Parecia que os caras não tinham mais reportório e BOOOOOM! Gordon abre a caixa de ferramentas, LaVine tenta responder na mesma moeda. Se foi justo ou não, deixo com vocês. O importante é ver que a competição resgatou tudo aquilo que estava perdido, esquecido... o SLAM DUNK CONTEST É GIGANTE, Ah, parabéns ao Drummond e o Barton por suas participações. Os outros dois foram tão brilhantes que parece que só haviam dois competidores. Surreal. Vida longa às enterradas. Vida longa ao All-Star da NBA.

1 comentários :

Confesso que não estava com a mínima vontade de assistir o torneio de Dunks, liguei a TV já no final e fui pego de surpresa com 2 "showmans" LaVINE e Gordon, muito bom! QUE HOMENS (Heteros) MENDONÇA, Rômulo.

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!