Acompanhe aqui:

24 de janeiro de 2016

Times que trocaram o técnico no meio da temporada e foram campeões


O Cleveland Cavaliers surpreendeu todo mundo e mandou David Blatt embora após início de 30 vitórias e 11 derrotas. Uma atitude em que o general manager David Griffin não consultou nenhum jogador da organização. Bastou o aval do dono Dan Gilbert e pronto: o técnico foi convidado a passar do departamento de RH para assinar sua demissão. O auxiliar Tyronn Lue (aquele mesmo) acabou sendo efetivado e terá contrato como head coach de 3 anos. A principio não teremos grandes alterações, pois os atletas respeitam muito a filosofia de Lue. A questão que fica é: já tivemos equipes se sagrando campeãs ao trocar de comandante no meio da temporada?

Em quase 60 anos de história, a NBA só presenciou três casos. Os protagonistas foram Los Angeles Lakers (duas vezes) e Miami Heat. O primeiro ocorreu em 1979/1980 quando o Lakers desligou Jack McKinney (precisou se ausentar após um acidente), que iniciou a temporada com 10 vitórias e 4 derrotas. Para o seu lugar, a franquia chamou Paul Westhead. Era o primeiro ano de Magic Johnson, e o último caneco havia sido em 1971/1972. A evolução do elenco com Westhead foi tamanha que ele obteve 50 triunfos em 68 pelejas. Nos playoffs, séries vencidas contra Suns (4-1) e SuperSonics (4-2), e a glória na NBA Finals diante do Sixers (4-2).

Se Westhead teve o gostinho de assumir com a temporada em andamento, teve em 1981-1982 o gostinho amargo que McKinney sentiu. Para o seu lugar? Um rapaz denominado Pat Riley. Mesmo obtendo uma campanha positiva de 54-28 na temporada anterior, cair na primeira fase dos playoffs prejudicou a imagem de Westhead. Bastou 11 jogos para a paciência terminar. Riley administrou as coisas e conduziu o Lakers a 50 vitórias e 21 derrotas (finalizando a season em 57-25). Na pós-temporada, duas varridas diante de Suns e Spurs, com título diante do Sixers (de novo) por 4-2.

Os anos passaram e o último caso de demissão seguido de título ocorreu em 2005/2006. O Miami Heat demitiu Stan Van Gundy depois de 11 vitórias em 21 jogos. Quem chegou? PAT RILEY. Comandando Shaq e Wade, Riley obteve um record de 40 vitórias e 21 derrotas. Nos playoffs, vitórias contra Bulls (4-2), Nets (4-1), Pistons (4-2). Na NBA Finals contra Dirk Nowitzki e o Dallas Mavericks, 4 vitórias seguidas após sair perdendo por 2-0. O primeiro campeonato da franquia.

Tyronn Lue seguirá esse caminho? Será que ele consegue entrar para os livos de fatos históricos ao dirigir o Cavs ao seu primeiro troféu depois de assumir em meio a temporada. Westhead e Pat Riley conseguiram. A missão não é das mais fáceis. Boa sorte a ele!

Editado: contribuição do Bala na Cesta


0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!