Acompanhe aqui:

14 de janeiro de 2016

A produção dos bancos de reservas na temporada 2015/2016

Tinha outras fotos, mas essa é legal. rs
Ninguém gosta de ser reserva. Se depender de cada profissional, ele prefere mil vezes estar no quinteto titular e iniciar a partida desde o início. Mas na NBA para uma equipe obter sucesso, ela precisa muito que o banco de reservas venha bem para o jogo e que produza pontos. É comum a gente analisar o desempenho dos bancos e, em muitos casos, a vitória passa por esse setor. Não é por acaso que a NBA destina um prêmio para o 'Sixth Man of the Year': ela sabe a importância de um jogador que entra no decorrer do cotejo e muda os rumos do encontro. Você sabe como anda o desempenho do "Team Bench" do seu time nesta temporada? Fica tranquilo que vamos elucidar agora.

Muita gente pode achar que analisar apenas o desempenho do banco é uma amostragem pequena, porém temos diversos casos de times que, quando vencem a batalha dos bancos, terminam a partida com uma sorte melhor. Isso nem é difícil de entender. Enquanto os titulares descansam, tomam água e recuperam o fôlego, ver os reservas pontuando e não deixando o nível cair, auxilia na distribuição de minutos na rotação e tira todo o peso do atletas do quinteto inicial. Um breve exemplo é o Thunder: se Kanter, Waiters, Payne e Augustin não forem bem, Westbrook, Durant e Ibaka precisam chamar toda a responsabilidade e correr atrás do prejuízo.

Nem tudo é mil maravilhas. Às vezes, um banco que produz muito, só esconde a baixa efetividade dos titulares. Precisa haver uma harmonia entre as duas partes. O Wolves, tem o Team Bench com a maior média de pontos na liga, vê o seu quinteto titular ficar abaixo dos 60 pontos por jogo. Cada caso é um caso e precisa ser analisado.

Chegamos na metade de janeiro e montei um gráfico com a média de pontos por partida que cada banco produz na temporada 2015/2016. Como citei, o Wolves lidera com 40,9 ppg; Coladinho, o Pelicans vem em segundo com 40.7; O Spurs fecha o pódio com 40.4.


E como o PN gosta de fazer as coisas bem feitas, além de trazer a média de pontos que os reservas das equipes anotam, vou mostrar a média de pontos que eles tomam dos reservas oponentes. Por exemplo: em 2015/2016, o Brooklyn Nets toma, em média, 33,9 pontos do banco adversário. Quem mais sofre é o pobre Philadelphia 76ers, que toma incríveis 39,0 pontos de média dos oponentes. É muita coisa!


Média de pontos dos jogadores vindo do banco (min. 10 partidas)

1. Ryan Anderson (NOP) 16,7
2. Will Barton (DEN) 15,7
3. Jrue Holiday (NOP) 15,5
4. Alec Burks (UTA) 14,4
5. Zach Randolph (MEM) 14,1



2 comentários :

Tem Brooklyn Nets duas vezes no segundo infografico.

E não tem o S.A. Spurs no segundo gráfico. Se colocasse o gráfico em ordem crescente ou decrescente ficaria TOP.

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!