Acompanhe aqui:

27 de novembro de 2015

Briga de calouro com torcedor, Rondo e o respeito, Wizards, Messi... as últimas da NBA


Sem NBA nesse feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos. O que falar para o organismo, acostumado a dormir depois das 04h depois de adquirir tanta adrenalina depois de presenciar tanta emoção nas pelejas? Foi complicado. Depois de um dia longo sem a bola laranja subir, resolvi pegar algumas notícias que rolaram nas últimas horas e resumi aqui para vocês. É aquele famoso formato "Rapidinhas da NBA".

Hoje temos um novato arranjando briga, tem os números do Wetsbrook (o moço da foto), tem reunião de jogadores nos Cavaliers, menino Curry sendo comparado ao Lionel Messi (futebol? sério?), alguns dados que evidenciam que a dupla Duncan-Parker está participando menos do atual Spurs... enfim, separei algumas coisas legais e larguei aqui.

MMA?

O novato Jahlil Okafor protagonizou as famosas cenas lamentáveis. Depois de ver o seu time, o Philadelphia 76ers, flertar com a vitória mais uma vez e acabar perdendo, o pivô não gostou de ver um torcedor do Celtics gritar que os 76ers não prestam. Foi formada uma baita confusão e o jogador acabou agredindo o torcedor. Uma cena não muito comum no mundo da NBA. Veja o vídeo aqui. Se as vitórias não vieram dentro da quadra, o primeiro triunfo surgiu em decorrência de uma briga. É o segundo ano seguido que a franquia da Pensilvânia começa a temporada com 16 derrotas em 16 jogos. JÁ ACABOU, SIXERS?

Comparação com Messi

Stephen Curry vive uma fase iluminada. Atual MVP, atual campeão e conduzindo o time para o melhor início de temporada da história, Curry confessou grande atração pelo jogador do Barcelona, Lionel Messi. Parte da imprensa americana está realizando essa comparação, dizendo que Curry é o Messi do basquete. O jogador comentou: "Os dois tem um estilo criativo. Me encanta vê-lo jogar. Sou um grande fã. Quando aparece em sua televisão, todo mundo presta atenção porque sabem que, quando toca na bola, pode realizar algo especial. Temos que apreciar um talento como esse. Agradeço a comparação.

Os números do Westbrook

Outro jogador que está desfilando um basquete sensacional, é Russell Westbrook. Mostrando muito intensidade como de costume, novamente precisou chamar para si a responsabilidade enquanto Kevin Durant se encontrou contundido. Recentemente anotou, pela sexta vez na carreira, um jogo de 25+ pontos, 10+ assistências, 5+ roubos e 5+ rebotes. Números que o colocam junto com caras como Michael Jordan e Chris Paul. Não é pouca coisa, não. Hoje o armador do Thunder tem a quarta maior média de pontos da temporada (28,1) e a segunda maior média em assistências (10,3).

Participação menor

Tim Duncan e Tony Parker já estão se acostumando com papéis menores dentro do San Antonio Spurs. Se a queda de minutos não é tão considerável, existe alguns números mais avançados que mostram como ambos estão menos participativos na equipe. O USG% (a porcentagem de jogadas da equipe, finalizadas por um jogador, enquanto ele está em quadra) de Tim Duncan é o menor de toda a sua carreira: 17,6%. Já o do francês é o menor desde sua temporada de calouro: 20,8%. É um reflexo de uma franquia que hoje vê o seu futuro em LaMacus Aldridge e Kawhi Leonard.

O respeito Rondo voltou?

Pouco a pouco parece que Rajon Rondo voltou a ter aquela magia que o consagrou no Boston Celtics. Nos últimos 10 jogos do Sacramento Kings, o armador tem as seguintes médias: 12,9 pontos, 14,0 assistências e 9,1 rebotes. São 5 vitórias e 5 derrotas nesse período.

Os dois no banco não

O Washington Wizards fazia boa partida contra o Charlotte Hornets. O problema foi o 4Q, onde tomou 25 pontos seguidos e só viu ter algum sucesso nos minutos finais, quando anotou 6 pontos (o placar do período foi 27-6). Para John Wall, ele e Bradley Beal não podem estar no banco ao mesmo tempo: "É a minha opinião. É o treinador que toma a decisão que ele imagina que é o melhor para nós. Simplesmente penso que só um de nós (ele ou Beal) tem que estar nessa situação em partidas fora de casa, porque é nesse momento que você pode matá-los".

Derrota e bronca

Depois de perder fora de casa para o Toronto Raptors, o Cleveland Cavaliers realizou uma reunião exclusivamente para jogadores para tratar de questões internas. Quem promoveu a ação foi LeBron James juntamente com James Jones. O camisa 23 comentou que se tratava de mentalidade. Algo interior. O Cavs lidera o leste com 11 vitórias e 4 derrotas.

Do fundo do baú

Nessa data de 27 de novembro, aconteceram algumas coisinhas:

27/11/2009 - Carmelo Anthony anotava 50 pontos na vitória do Denver Nuggets por 128x125 contra o New York Knicks (hoje seu atual time).

27/11/1982 - Tree Rollins (ATL) bloqueava 11 arremessos no triunfo do Hawks diante do Indiana Pacers (117-98).

27/11/1979 - Adrian Dantley, do Utah Jazz, marcava 50 pontos na derrota para o Los Angeles Lakers (122-118).

27/11/1973 - Lenny Wilkins distribuía 20 assistências na vitória do seu Cleveland Cavaliers sobre o Seattle SuperSonics por 120x118.

27/11/1962 - O monstro Wilt Chamberlain apanhava 37 rebotes na derrota do seu San Francisco Warriors para o Chicago Zephrys.

Siga o Paixão NBA no Twitter

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!