Acompanhe aqui:

23 de fevereiro de 2015

A emblemática carta de Coach K para Michael Jordan


No Facebook: Curta o Paixão NBA

Michael Jeffrey Jordan é o rei do basquete. Apesar de eu concordar que devemos sempre olhar com bons olhos os jovens talentos e aqueles que conquistam feitos incríveis na liga, e achar que pode existir um novo jogador que pode destronar Jordan, creio que isso será quase impossível. Bom, eu não preciso ficar aqui falando, falando e falando sobre Jordan. Todo mundo aqui conhece esse rapaz. Fez coisas espetaculares e seus registros estão marcados para sempre. Ninguém apaga.

Antes de trilhar sua linda história na liga, Michael fez sucesso na universidade de North Carolina, ao lado do lendário Dean Smith (foto principal). Juntos conquistaram o título do basquete universitário em 1982. No início do mês, no dia 7 de fevereiro, Dean Smith faleceu aos 83 anos de vida.

Mike Krzyzewski, o Coach K (foto à direita), tentou de todas as formas levar Jordan para a universidade de Duke, mas recebeu um não e viu o menino atuar em casa. Em uma carta, Coach K agradeceu a atenção de Jordan e lhe desejou sucesso na carreira universitária. Parecia que Krzyzewski sabia do futuro do eterno camisa 23.

Veja a carta traduzida por Ariel Paiva (@tripledouble_):

Outubro 29, 1980 

Sr. Michael Jordan 
4647 Rua Gordan 
Wilmington, Carolina do Norte 28405 

Querido Mike: Lamento ouvir que você não tem interesse em saber mais sobre a Universidade de Duke, contudo quero que você saiba que minha equipe e eu desejamos o melhor a você na sua carreira na universitária. Você é um bom rapaz e deve fazer impacto imediato em qualquer lugar que escolher. 

Cuide-se, e boa sorte. 

Sinceramente,

(assinatura)

Mike Krzyzewski 
Técnico de basquetebol

Eis o registro:


A visão do Coach K é absurda. Mesmo antes de Mike entrar no basquete universitário, já sabia de todo o talento do garoto de apenas 17 anos de idade. Essa frase: "Você vai causar impacto" não sai da minha cabeça, senhores. Por outro lado, era o sonho de menino de MJ atuar por North Carolina, desde quanto batia bola no quintal de sua casa. Ele sempre pensou assim e chegou, inclusive, prometer a seu pai (prometeu até jogar baseball). 

Quase trinta e cinco anos depois, a história foi escrita. Apesar de ser apenas uma simples carta, é sensacional saber desse registro e ler cada palavra do técnico ao atleta recém saído do ensino médio.

Você com certeza já leu isto em algum site/blog por aí, porém eu realmente gostaria de trazer esse conteúdo ao Paixão NBA. Isso serve para esse pessoal relembrar, e para novos fãs da liga ficarem sabendo. 

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!