Acompanhe aqui:

15 de dezembro de 2014

Abre a hipótese: o Warriors pode quebrar o recorde de vitórias dos Bulls?


Post lá de 2011... o recorde de vitórias do Chicago Bulls
Compre artigos da NBA com desconto oferecido pelo Paixão NBA

Aí na projeção da temporada falam que Steve Kerr começaria sua trajetória como treinador do Golden State Warriors com 21 vitórias em 23 jogos, um aproveitamento absurdo de 91% e sem David Lee, com certeza a pessoa estaria alucinada. Mas não é que aconteceu? A franquia de Oakland é disparada a melhor equipe da temporada e vem jogando um basquete de altíssimo nível, comandados pelos Splash Brothers (Curry e Thompson). E mesmo que seja de leve, inicia os rumores que esse núcleo pode quebrar o recorde de vitórias do Chicago Bulls, em 1995-1996.

Membro do Chicago Bulls por cinco temporadas e integrante daquele grupo que encheu os olhos da NBA com 72 vitórias e apenas míseras 10 derrotas, Kerr não quer nem pensar nisso e se mostra muito coerente em seu discurso.

"Oh Deus, não. Não!", após perguntado sobre essa possibilidade. E logo emendou: "Este ano, caso a gente chegue a ficar 41-3, fazendo uma sequência de 21-1 nos próximos 22 jogos, voltem a falar comigo".

A alusão feita por Kerr é sobre aquele Bulls, que após engatar 18 vitórias consecutivas, chegou a estar com campanha de 41 vitórias e 3 derrotas. Na reta final da temporada, conseguindo sequências de vitórias e perdendo muito pouco, foi possível chegar aquele recorde mágico e tão sonhado hoje em dia.

E para esclarecer porque é tão complicado o Warriors chegar ao recorde e porque o Bulls conquistou, ele não exitou: havia um jogador especial. "Tivemos um cara chamado Michael Jordan nessa equipe. Eu me lembro que nesse ano ocorreram uns 10 jogos em que Michael decidiu. Qualquer outra equipe na terra teria perdido esses 10 jogos. Era Michael Jordan. Nunca haverá outro. Ninguém jamais se aproximou e creio que ninguém se aproximará. 

Kerr vestiu a camisa dos Bulls de 1993 até 1998, ano do último título da organização. Foram 378 jogos e média de 8,2 pontos e 2,2 assistências, atuando pouco mais de 23 minutos por noite. Não era craque, mas entendia muito bem o triângulo e Phil Jackson não o descartava por nada. Ah, e na franquia do Illinois, colocou três anéis no dedo. Nada mal.

2 comentários :

Cara, eu tava pensando sobre isso esse dias, e ate cheguei a analisar a tabela do Warriors pra ver, olha nao comparando Bulls com Golden State, e sim comparando os adversários que cada time teve, e eu acredito sim que seja possível ao menos igualar a marca, entendo tudo q possa ter sobre chegar ou nao a 72 vitórias, contusões, temporada longa, sequencia fora e adversários diretos, mas na minha visão os adversários do Warriors sao "mais fáceis" do que os que os Bulls teve na temporada do recorde. Isso nao vai tirar a qualidade do time do Oakland muito menos diminuir o tamanha do feito, mas acredito que seja sim possível, veremos ate o final da temporada oq vai dar, tomara que nao role, esse eh o desejo de um Bulls :)

Igualando ou não o feito do Bulls,espero que esse Warriors se mantenha nesse ritmo,depois de alguns anos torcendo pra franquia com times medianos,finalmente um time competitivo. GO WARRIORS!

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!