Acompanhe aqui:

3 de novembro de 2014

Com super contrato, Klay Thompson tenta provar o seu valor


No início de outubro, começaram as conversas entre Golden State Warriors e Klay Thomspon para uma possível renovação de contrato. Prestes a ingressar no último ano do contrato de calouro, o ala-armador gostaria de assinar uma extensão com a franquia, que também tinha interesse no negócio. O problema foi decidir os valores que agradavam ambos os lados. Thompson gostaria de 15 milhões por ano e houve divergência de boa parte do núcleo em Oakland. Pegando todos de surpresa, ele fechou por 70 milhões em 4 anos (17,5 por ano). Seria desespero ou o rapaz merecia?

Com apenas 24 anos, o camisa 11 está em seu quarto ano da liga e não é mais um moço aprendendo como sobreviver em uma liga tão competitiva. Com certeza é arriscado dar esse valor para ele nos próximos quatro anos (ganhará mais até que a estrela do time, Stephen Curry), no entanto o Warriors se viu em um mato sem cachorro. Se não houvesse acordo, Thompson seria agente livre com restrições no próximo verão e qualquer equipe poderia fazer uma oferta (Warriors podendo cobrir e levar). A organização não quis pagar pra ver e fechou.

Dois jogos se passaram após o anuncio do novo contrato e Klay resolveu comer a bola. Parece que as críticas sobre o alto valor que ele receberá chegou até seus ouvidos. Está tentando provar em quadra que merece cada centavo. Contra o Los Angeles Lakers, anotou incríveis 41 pontos (sua melhor marca na carreira) e conduziu o time ao triunfo. Logo no dia seguinte, contra o forte Portland Trail Blazers, foi responsável por 29 pontos com direito a uma cesta vencedora nos segundos finais. Amigos, Thompson arranca com média de 29,6 pontos nesse início de temporada. 

Ele vai provando ser um jogador decisivo e com poder de mudar os rumos de uma partida importante. O Warriors confia nele. A primeira impressão é que é muito dinheiro e que o negócio não é interessante para o time. No entanto, ele vai querer pegar a bola, colocar no braço e mostrar para todos que merece. A franquia inicia 3-0 e vai confirmando todo o poder citado nos previews para essa temporada no comando de Steve Kerr. O entrosamento com Stephen Curry (os Splash Brothers) contribuiu para sua permanência, O bom relacionamento com caras como Andrew Bogut e David Lee também foram fatores cruciais. Thompson? Estará lá, metendo suas bolas e matando um leão por dia. Esse é o preço dos grandes contratos na NBA. 

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!