Acompanhe aqui:

10 de outubro de 2014

O Paixão NBA vai ao Rio de Janeiro - Parte 1

Foto Willian Lucas
Acordar cedo, se deslocar, falar com as pessoas certas, conhecer a galera que cobre a liga, ficar perto dos astros, correr para a Lagoa cobrir outro evento da liga... senhores, não consigo descrever o que senti hoje ao dedicar o dia inteiro para a NBA, chegar em casa morto de cansaço e ainda ter disposição para passar tudo para o Paixão NBA. Com calma, vamos indo.

Primeiro de tudo, acordei por volta das 8h e corri me arrumar para não se atrasar. Um gaúcho de primeira viagem ao Rio pode fazer confusão em um piscar de olhos, não é? Peguei o táxi e disse: "amigo, me leva pra Gávea, lá no Flamengo". No trajeto de cerca de 25 minutos, fiquei pensando em um monte de coisa. Eu estava a caminho da minha primeira cobertura, no Rio de Janeiro, NBA... cara, que demais! 

Foto William Lucas
Chegando no Flamengo, fui direto falar com o pessoal da adidas que entrou em contato comigo. Conversamos para eu auxiliar eles na cobertura do NBA Global Games. Tudo fechado. Foram super gentis e atenciosos comigo, coisa de primeiro mundo. Na sala para pegar a pulseira e garantir o acesso aos treinos, eis que aparece o mito Wendell Ferreira, do blog Prime Time. Junto com ele estava o Jadiel Santana, um dos integrantes do Mondo Basquete, Mortos de fome às 10h em um calor de 45ºC na cidade maravilhosa, fomos procurar algum bar/lancheria/restaurante até a liberação da imprensa. Caminhamos até um ponto lá e não tinha nada para comer. Sacanagem. Mas o mais interessante de tudo é atmosfera que se criava, falar de NBA com caras que entendem é outro departamento. Enfim, a coisa já começava esquentar. 

Voltando para o clube, a parte que a imprensa deveria ficar enquanto não fosse liberado a captação de imagens do treino começava a encher. Era o Byra Belo num ponto, Bala na Cesta em outro, tinha a galera do Space (saudades Tureta), Globo, RedeTV!, TV Brasil. Incrível como esse jogo único atraiu o olhar de todos na cidade. Por volta de 11h35, finalmente, entrada do pessoal liberada. Fomos para o ginásio. O Heat fazia a parte final do treinamento. Ao lado da Ruth, social media da adidas, eu me contive um pouco, porém estava maluco por dentro. Atento ao trabalho dos atletas e comissão técnica, eu pensava: "poxa, eu só via esses caras pela televisão e agora tô vendo pessoalmente". Eis que vejo Dwyane Wade e Udonis Haslem, simplesmente os dois jogadores que mais vestiram a camisa do Miami Heat na história, juntos conversando. Quase infartei, confesso. Quando liberaram a entrada na quadra, todos foram para cima de Erik Spoelstra, no entanto confesso que me interessei por outros atletas. Foi aí então que colei no Shabazz Napier, no Norris Cole e no Luol Deng. Senhores, a coisa ficava cada vez mais surreal. Nessa loucura, entrevistar o James Ennis, Shawne Williams e Josh McRoberts era sensacional. Fui para o meio da quadra e vejo o Chris Bosh passando do meu lado. Já podia fechar a conta que estava bom demais. Mas tinha mais.

Foto William Lucas
De repente chega o Anderson Varejão, Kevin Love e o Kyrie Irving. Estava para começar a clínica NBA Cares. A criançada estava maluca, sorrisos no rosto e olhos atentos nos astros. Olhei para o relógio: 13h45. Sem ter comido nada, achei o Wendell e o Jadiel e partimos comer algo ali no clube mesmo. Após enganar o estômago e falar mais sobre NBA, estávamos prontos para o treino do Cleveland Cavaliers. Enquanto todos focaram no Varejão, apenas olhei para o lado e vi LEBRON JAMES chegar. Estava com o Dion Waiters e o Tristan Thompson. Não babei por respeito aos demais amigos presentes naquele recinto. Logo ele levantava e, com toda aquela tradicional marra, se dirigiu ao meio da quadra para atender todos os jornalistas. Confesso que fiquei perto dele, porém naquele empurra-empurra logo saí. Catei algumas imagens do Mike Miller, James Jones, Shawn Marion e Kevin Love... em resumo, foi sensacional. 

Foto Alexandre Loureiro
Para finalizar, fui junto com o pessoal da Adidas até a Lagoa cobrir a inauguração de uma quadra de basquete pública que a empresa em parceria com a NBA Brasil estavam promovendo. Teve campeonato, NBA Fit, presença das Brooklynetts e até o troféu Larry O'Brien estava ostentando por lá. Missão cumprida! O cansaço já queria me derrubar, mas era tanta coisa para fotografar e comentar que por mim eu ficaria lá horas e horas. Foi demais. Não esperava 1% de tudo isso quando comprei as passagens aéreas para vir ao Rio de Janeiro.

Ainda tem muita coisa pela frente. Na medida do possível, o Paixão NBA vai tentando cobrir e publicar aqui no blog. Fotos, real time dos eventos está rolando no twitter @paixaonba ou @adidasbasquete. Espero que os senhores estejam gostando da mesma forma que estou achando fantástico cobrir. 

1 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!