Acompanhe aqui:

28 de setembro de 2014

O jogo que Dennis Rodman chutou o cinegrafista


Nunca ninguém entendeu o que se passava na cabeça de Dennis Rodman. Membro do Hall da Fama por seu grande jogo defensivo, o ex-jogador do Detroit Pistons e Chicago Bulls acumulou confusões e suspensões (que deixavam Michael Jordan extremamente irritado) ao longo de sua carreira, fazendo até Phil Jackson mudar a forma de abordagem e comando sobre o jogador. Mas certa vez, em 1997, Rodman perdeu qualquer tipo de razão.

Os Bulls estavam passeando na temporada, a campanha era de 32 vitórias em 36 jogos. Em 16 de janeiro de 1997, em jogo contra o Minnesota Timberwolves (campanha de 16 vitórias e 20 derrotas), tudo caminhava para mais um triunfo habitual da equipe de Jackson. Mas Rodman, que tinha muita facilidade para se desligar dos jogos, foi disputar um rebote ofensivo, tropeçou no rapaz responsável pela câmera na linha de fundo e o chutou de forma covarde na virilha.

Prontamente o senhor chamado Eugene Amos soltou a câmera e caiu sentindo muitas dores, sendo retirado da quadra de maca e levado a um hospital próximo. Os árbitros da partida naquela noite sequer marcaram falta técnica em Dennis. O comunicado da NBA foi rápido e logo no dia seguinte David Stern anunciava que Rodman estaria suspenso por 11 jogos sem remuneração, e pagaria de 200 mil dólares à Amos. Ao todo, Rodman perdeu 1 milhão de clintons (Bill Clinton era o presidente na época). A decisão surpreendeu todos: era a segunda maior suspensão da história da liga (perdia apenas para a suspensão de 26 jogos de Kermit Washington, na temporada 77-78).

A partida no Target Center ficou paralisado por cerca de sete minutos, e terminou com vitória do Bulls por 112x102. Scottie Pippen teve grande atuação e anotou 29 pontos, 7 rebotes e 5 assistências. Michael Jordan contribuiu com 25 pontos. Antes de toda a confusão, Rodman estava com belos números: 6 pontos, 15 rebotes e 5 assistências.

Um dia quero fazer um post totalmente dedicado ao grande Rodman. Quero citar todas as suas confusões, suspensões, piadas sobre o comissário Stern, suas declarações e, é claro, seus grandes jogos. Nunca devemos esquecer que ele colocou cinco anéis no dedo. É aquele jogador que poderia ter rendido muito mais se tivesse cabeça, porém o "descontrole" fez de Rodman essa grande figura. 

1 comentários :

Se tivesse a cabeça no lugar, teria sido uma lenda maior do que já é.
Esperando ansiosamente pela postagem falando sobre a carreira desse mito!

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!