Acompanhe aqui:

11 de agosto de 2014

Não basta enterrar, tem que zuar


Agora é hora de lembrar do saudoso Seattle SuperSonics. Eu poderia citar o time de 1979, campeão da NBA batendo o Washington Bullets. Eu poderia citar Gary Payton e seus brilhantes anos. Poderia até citar a dupla Ray Allen e Rashard Lewis, que fez estrago nas defesas com seus arremessos longos. Mas quero falar de Shawn Kemp e sua enterrada seguida de comemoração.

Em tempos que qualquer ato "fora do normal" resulta em falta técnica, é legal lembrar um pouco de como a NBA era nos anos 90. Confesso que não peguei essa época, mas estudando, lendo e pesquisando já dá para ter uma noção.

Em 30 de abril de 1992, em partida válida pelos playoffs, o Seattle SuperSonics tinha o "match-point" contra o Golden State Warriors. Vencia a série por 2-1 (na época o formato era melhor de 5 na primeira fase) e precisava de uma vitória simples atuando em seus domínios. O triunfo veio: 119x116. Entretanto, o que chamou atenção foi a enterrada de Kemp em cima de Alton Lister. A cravada já foi genial, mas Kemp ainda tirou sarro em cima de Lister e saiu incendiando o ginásio.

Em 14 temporadas na NBA, Kemp esteve em ação em 1051 partidas. Com média de 14,6 pontos e 8,4 rebotes, o "Reign Man" não colocou anel no dedo, mas foi selecionado para 6 All-Star Game e teve uma carreira bacana.

Veja a enterrada monstruosa:

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!