Acompanhe aqui:

26 de agosto de 2014

Minnesota Timberwolves confia em Anthony Bennett


O negócio entre Andrew Wiggins e Kevin Love, como todos sabem, foi selado nesse último sábado. A troca envolveu mais uma equipe e outros jogadores, entre eles a primeira escolha do Draft de 2013, Anthony Bennett. Seu primeiro ano na liga foi horrível (para não dizer outra coisa), a crítica caiu em cima do Cleveland Cavaliers e seu jogo foi afetado. Mas e agora? Como será o menino Bennett em 2015?

O futuro será na gelada Minneapólis. O Wolves terá uma equipe muito talentosa (Rubio, Wiggins, Lavine, Bennett) e, a médio prazo, vai incomodar no oeste. Enquanto isso, os atletas jogarão sem pressão e terão tempo para desenvolver o melhor jogo. E é nisso que a franquia coloca fé para a temporada de Bennett.

Os treinamentos foram intensos e o ala-pivô aparece com menos peso, mais rápido e com mais gana. A mudança de Ohio para Minnessota gerou motivação. O seu segundo ano na liga tem tudo para ser diferente (de preferência melhor). O próprio jogador admite que precisava se libertar da pressão de ser a primeira escolha do Draft. Em 2014/2015 poderá trabalhar com mais calma e mostrar todo o seu talento. Na Summer League deste ano, mostrou ser uma outra pessoa dentro da quadra. Nas negociações, os Wolves sempre deixaram claro que queriam contar com sua presença. Quem garante isso é o técnico/supervisor das operações de basquete, Flip Saunders. Depois de perder 12kg nessa offseason, a presença do ala é certa na rotação da equipe. 

Acredito que já falei muitas vezes aqui, mas é sempre bom lembrar: as médias em seu ano de novato foram mais do que decepcionante. Em 52 jogos, foram 4,2 pontos, 3,0 rebotes e 12 minutos por jogo. Para piorar, uma lesão no ombro o prejudicou ainda mais. A pergunta que fica é: AGORA VAI?

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!