Acompanhe aqui:

2 de agosto de 2014

A lesão de Paul George: a ficha ainda não caiu


01 de agosto de 2014. Já passava das 23h30 no horário de Brasília. Foi nesse momento que Paul George, estrela do Indiana Pacers, em disputa de bola com James Harden, FRATUROU a perna. As imagens são fortes. Coloquei no twitter do blog e lá está (avisando que as imagens são fortes).

O tempo vai passando e a ficha não cai. Não dá para acreditar. Um menino que completou 24 anos no mês de maio. Selecionado na 10ª escolha do NBA Draft 2011, Paul George chegou na liga como 'ninguém quer nada.' Bastou Danny Granger, o dono do time, se lesionar, para ele receber oportunidades e brilhar.

Hoje é uma estrela. Futuro promissor. Devolveu a alegria aos torcedores apaixonados de Indianapolis. Uma lesão como essa choca qualquer um, até aquele resmungão que só assiste futebol e tem pavor de outros esportes, principalmente esportes americanos. Doeu. Está doendo ainda. Paul George vai voltar? Vai! Quando? Provavelmente não na próxima temporada. Ano perdido. Um ano jogado no lixo. Voltará o mesmo? É complicado responder. Além do trabalho físico, ele precisará trabalhar a sua mente. O trauma vai ser gigantesco. É duro saber que Kyrie Irving desabou em lágrimas nos braços do pai. É duro ver a tristeza no olhar de caras como James Harden e Stephen Curry. 

Com média de 21,7 pontos na última temporada e sendo um dos mais votados para o jogo das estrelas, Paul George estava prestes a servir o seu país. Representar os Estados Unidos no mundial de basquete! Vivia a melhor fase da carreira (com muita coisa boa por vir ainda). Devia estar pensando: "Cara, olha como eu sou um cara de sorte". Ao ver o lance e depois toda a sua frieza, tentei imaginar o que estava passando por sua cabeça. Nesse momento você tenta se acalmar, mas a ficha segue sem cair.

Paul George está no hospital e está recebendo o conforto de sua família. Executivos dos Pacers já marcam presença no local. O país está comovido. Todos rezando por Paul George. O meu desejo é ver sua recuperação. Quero ver esse cara voltando e chutando o traseiro de todo mundo. Quero ver George dando enterradas monstras, jogando um basquete alegre e fazendo milhares de pessoas sorrirem. #PrayForPaulGeorge.

Deixa teu comentário de apoio aí! A caixinha está liberada...

2 comentários :

A placa de publicidade está muito próxima da quadra de Basquete.
Pedir indenização?

O local que ele se machucou foi em frente ao estofamento da base da tabela, e mesmo esta não teve culpa alguma.
Em relação a indenização, tenho certeza que a NBA irá pagar seu seguro, porém o dinheiro não é o problema nesta hora, estou mais preocupado em como está a cabeça dele agora, com Derrick Rose nós vimos como um jogador, mesmo depois que tem condições físicas de voltar jogar, ainda fica abalado psicologicamente.

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!