Acompanhe aqui:

11 de julho de 2014

LeBron James está de volta ao Cleveland Cavaliers


Ariel Paiva (@tripledouble_)

He's back!

Hoje a tarde, LeBron James, em entrevista exclusiva para a Sports Illustrated, anunciou seu retorno para Ohio, para a franquia que o selecionou como primeira escolha geral em 2003, o Cleveland Cavaliers. Dessa vez, sem reality show, sem palhaçada e novela.

O melhor jogador do planeta tinha a opção no seu contrato de continuar no Miami Heat por mais uma temporada e só aí então entrar na free agency. Não exerceu. LeBron já havia dito que saiu do Cavaliers porque não tinha ajuda dos companheiros para vencer jogos e séries de playoffs e foi isso que o fez deixar a franquia. No time da Flórida ele encontrou obstáculos: Apagado nas finais de 2011, quando foi derrotado por Dirk Nowtizki e cia. Em 2012, trabalhando mais como equipe e com melhores jogadores na rotação, veio o primeiro título, contra o Thunder de Durant, Ibaka, Westbrook e James Harden. Em seguida, a final mais sofrida e suada da carreira do King James, contra o San Antonio Spurs, série que foi a sete jogos e teve milagre de Ray Allen, jogos apertados, viradas incríveis. Aí veio a chance de conquistar o tão sonhado three-peat (três títulos consecutivos, feito de poucos na NBA), e então uma série vergonhosa do Miami Heat, aonde o time de Popovich passeou em quadra. E a torcida tremeu.

O Cavaliers, que jamais escondeu a sua vontade de ter o The King de volta, deixou a casa toda arrumada: Renovou com Irving por cinco temporadas, draftou Wiggins (o melhor jovem desde o próprio LeBron), e manteve o espaço necessário no cap para trazer James e quem mais ele quisesse. Eis que o ala decidiu por entrar na free agency. Bosh, Wade e Carmelo Anthony fizeram o mesmo. E quanto o último fez novela, LeBron preferiu trabalhar quieto. Recebeu propostas de inúmeras franquias, desde Lakers até Suns. Mas o futuro já estava decidido. Alguns podiam até prever, mas não com certeza. Porém, a desconfiança na continuidade do jogador quatro vezes MVP no Heat era grande.

Na entrevista, deixa claro que é um caso de amor. Diz que ama a cidade, ama a franquia. Que não poderia sair da liga estadunidense sem dar um título para Ohio. Se vê como um líder, quer ajudar quem está por lá: Irving, Thompson e Waiters. Mal vê a hora de poder treinar e estar junto com Varejão novamente, um de seus companheiros preferidos. Fala que sabe que é difícil, que o time não está pronto e que o desafio é ainda maior do que foi em 2010, sabe disso. Mas está pronto, e aceita o desafio. "Estou voltando para casa", termina. 

 LeBron voltou. A NBA agradece.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!