Acompanhe aqui:

27 de julho de 2014

Byron Scott chega para colocar a casa em ordem no Los Angeles Lakers


Quase três meses após demitir Mike D'Antoni (não vai deixar saudades), o Los Angeles Lakers, enfim, anunciou o seu novo comandante. Será Byron Scott, um cara já identificado com a franquia e, entre os nomes disponíveis do mercado, a melhor opção. 

Nascido em Utah, Scott iniciou sua carreira na uniservidade de Arizona State. Entre 1979 e 1983, foram três temporadas e números que o credenciaram para a NBA: 17,5 pontos, 4,0 rebotes e 3,1 assistências. Em 28 de junho de 1983, é selecionado na quarta escolha pelo San Diego Clippers. Pouco antes de iniciar a preseason, é trocado e vai parar no Los Angeles Lakers. Começava ali uma parceria que deu muito certo.

Sua primeira passagem em Los Angeles foi de 1983 até 1993. Ao lado de caras como Magic Johnson, Kareem Abdul-Jabbar, Michael Cooper e James Worthy, conquistou os campeonatos de 1985, 1987 e 1988. Por duas temporadas, atuou com a camisa do Indiana Pacers: foram 147 partidas e 10,2 pontos de média; Na temporada 1995-1996, uma breve passagem no sofrível Vancouver Grizzlies: 80 partidas e 10,2 pontos de média. Ele encerra a carreira no Los Angeles Lakers, em 1996-1997, atuando ao lado de Kobe Bryant (novato na época). No total, são 11 temporadas nos Lakers e 846 partidas com 15,1 pontos, 3,0 rebotes e 2,8 assistências de média.

Seu primeiro trabalho como técnico na NBA é no início dos anos 2000 comandando o New Jersey Nets. Em New York são 4 temporadas e dois títulos da conferência leste. Dos Nets ele vai para o New Orelans Hornets (que atuou duas temporadas em Oklahoma por causa do furacão). É eleito o Coach of The Year em 2007/2008. Após iniciar mal a temporada 2009/2010 acaba sendo demitido. Seu último trabalho foi no Cleveland Cavaliers, nas primeiras temporadas da franquia sem LeBron James. Foram anos difíceis, com recordes negativos e poucos atletas de qualidade. 

Agora ele volta para Los Angeles em um contrato de 4 anos e 17 milhões de dólares. O momento não é dos melhores. A equipe teve uma pequena melhora em relação ao elenco da temporada passada e terá Kobe Bryant 100%. Com o ingresso do novato Julius Randle e a chegada de atletas através de trocas e dispensas, os Lakers esperam um ano melhor. A chegada aos playoffs para esse ano parece complicada, mas Scott vai tentar dar esperanças à torcida. Deixem o homem trabalhar!

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!