Acompanhe aqui:

19 de junho de 2014

Há 30 anos, o Chicago Bulls selecionava o rei do basquete


Trinta anos atrás, o Chicago Bulls fazia uma escolha que mudava toda a história da NBA. Foi em 19 de junho de 1984 que a franquia do Illinois selecionava o maior jogador de basquete que o mundo já viu: Michael Jordan. Aquele Draft de 1984, realizado em New York, é eleito por muitos o melhor Draft da história. 

Além de Jordan, o grupo de 1984 contava com Hakeem Olajuwon, Charles, Barkley e John Stockton. No geral, foram 228 jogadores selecionados (o processo do Draft contava com 10 rodadas) e somente 58 tiveram o prazer de atuar na liga. Foram sete atletas no total eleitos para o All-Star Game. Em suma, aquela turma, de fato, era muito boa (inclusive um documentário foi produzido recentemente pela NBA TV).

Após ver Houston Rockets escolher Hakeem Olawujon, e o Portland Trail Blazers optar por Sam Bowie (aqui você o conhece), o Chicago Bulls apostou em Michael Jeffrey Jordan, um jovem de 21 anos da universidade da Carolina do Norte.

Dez vezes sendo cestinha da temporada, o rei atuou em 15 temporadas e encerrou a carreira em 2003, no Washington Wizards. Foram 1039 jogos e médias espetaculares de 30.1 pontos, 6.2 rebotes, 5.3 assistências e 2.3 roubos. Enquanto vestiu a camisa 23 do Chicago Bulls, se fez presente em todas pós-temporadas, disputando seis finais e sendo campeão em todas. Seu desempenho em playoffs é extraordinário: 179 jogos, 33.4 pontos, 6.4 rebotes e 5.3 assistências

É simplesmente o rei.

Ah, e vale o registro que o brasileiro Oscar Schmidt chegou a ser escolhido naquele Draft: na sexta rodada (131ª escolha), o New Jersey Nets selecionava o "Mão Santa", que nem chegou a estrear. 

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!