Acompanhe aqui:

22 de junho de 2014

Cotado para ser draftado, Isaiah Austin precisa encerrar a carreira aos 20 anos


Apenas quatro dias do Draft, o evento que oferece a oportunidade de muitos jovens brilharem e ingressarem na maior de liga de basquete do mundo, um jovem atleta recebe uma triste notícia. Os atletas da universidade trabalham, lutam e esperam que alguma franquia aposte em seu talento. Infelizmente para Isaiah Austin, esse sonho acabou.

O atleta de Baylor descobriu que sofre de uma doença chamada síndrome de Marfan, que afeta uma em cada cinco mil pessoas. É um enfraquecimento alargada e posterior da aorta (nome dado à maior e mais importante artéria do sistema circulatório do corpo humano). É o adeus prematuro do atleta de 21 anos que tinha grandes chances de estar entre os 60 selecionados no Draft.

Não é a primeira vez que Austin sofre com algum problema durante a sua breve carreira no basquete. Ele perdeu a visibilidade total de um olho após uma enterrada (o problema iniciou após uma bolada durante um jogo de baseball). Apesar desse problema, ele deu amostras de força e superação.

"O Draft é apenas em quatro dias, e sonhei que o meu nome sendo pronunciando. Infelizmente não vai acontecer. Eu lamento por todas as pessoas que me apoiaram e que não vão poder me ver jogar na NBA. Quero agradecer a todos que acreditaram em mim. Está sendo um dos dias mais difíceis da minha vida, mas certamente não será o último, a vida continua, e eu agradeço a Deus por isso."

A universidade de Baylor já se colocou à disposição do atleta para fornecer qualquer tipo de ajuda. O ala-pivô estava sendo cotado para ser draftado na segunda rodada, na 60ª escolha pelo San Antonio Spurs. O Paixão NBA deseja que tudo ocorra bem no tratamento da doença e que Austin vença mais essa barreira em sua vida. Como ele próprio disse, a vida continua.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!