Acompanhe aqui:

15 de junho de 2014

As futuras estrelas da NBA - Parte final


Ariel Paiva (@tripledouble_)

Parte 1
Parte 2
Parte 3

E chegou a vez do capítulo final do nosso mini guia sobre o Draft 2014. Dia de destacar alguns dos principais nomes que muito provavelmente serão selecionados e vão entrar na NBA na temporada 2014/2015. Agradecemos a audiência em todos as partes do guia. Aproveite essa parte final!

Andrew Wiggins 

O prospecto mais falado desta classe de jogadores com certeza é o ala Andrew Wiggins (foto). Wiggins é jogador de basquete (ala) desde que se conhece por gente, como seus dois irmãos, e por capricho da natureza, nasceu com um físico excelente pra fazer valer seu jogo: 2,03m e 91kg. Já recebeu inúmeros prêmios no high school, equivalente ao nosso ensino médio, e chegou com as expectativas altas por parte da imprensa e dos torcedores para a universidade, a qual antes mesmo do ala ingressar já se esperava que ele passasse um único ano nela, basicamente para cumprir a regra da NBA (que exige ao menos um ano). Wiggins tem um jogo ofensivo bastante cru, principalmente nos quesitos de ball-handler e off-ball dribble, contrastando com seu arremesso que já é bastante consistente, além da eficiência alta na defesa. Porém, há pontos para melhorar em todo seu basquetebol. Potencial não falta pro "melhor prospecto depois de LeBron James".

Comparação na NBA: Paul George

Jabari Parker



Provavelmente o maior rival de Andrew Wiggins na batalha pela primeira escolha dos agentes da NBA. Jabari, a exemplo de Wiggins, é cotado desde seu ensino médio como um dos, se não o, melhores prospectos da liga americana. Parker tem um instinto ofensivo muito bom, sabe escolher os melhores momentos pra chutar, apesar de ter tendência a se irritar com erros (o que também está relacionado com sua confiança nas próprias capacidades), alto IQ de basquete, principalmente no sentido de "acalmar o jogo", além da boa antecipação em conseguir rebotes ofensivos, roubadas de bola e tocos. Defensivamente é questionável, principalmente contra alas de explosão física, além de ter alguns problemas para entrar no garrafão quando enfrenta um bom defensor. Fisicamente mais preparado pra NBA do que Wiggins.

Comparação na NBA: Carmelo Anthony

Joel Embiid 


O pivô apareceu "do nada" e agora já é cotado como primeira escolha em muitas previsões. Embiid é extremamente dominante com seus 2,13 de altura e muito habilidoso, ainda mais se você levar em conta que ele começou a jogar basquete em 2011. Devido ao seu tamanho, ele consegue "passar por cima" de qualquer defensor, principalmente nos anos antecessores a NBA, agora que tudo começa a ficar mais sério. Embora ainda haja alguns defeitos como falta de agilidade e alguns pontos defensivos (também explicados pela falta de experiência), Embiid tem com certeza um futuro brilhante na NBA. Claro, se ficar saudável.

Comparação na NBA: Marc Gasol (com mais físico) 

Noah Vonleh 




Vonleh é um ala-pivô bastante cru para a NBA. A completar 19 anos, o jogador tem tempo suficiente para desenvolver seu jogo, que ainda é limitado, mas demonstra muito potencial (comparável, talvez, a Giannis Antetokounmpo). Ágil e bastante móvel para seu tamanho (2,08m), Vonleh consegue pegar rebotes e dar tocos com bastante facilidade. Tem um footwork ainda por melhorar, e como diríamos aqui no Brasil, tem que jogar mais com os pés e menos com as mãos, além do seu passe ser um dos piores da NCAA atualmente. Um ponto que pode torná-lo interessante para diversas franquias é que Noah tem um arremesso de 3 pontos (!!!) já um tanto avançado. Com o crescimento das bolas de três na NBA e a necessidade do espaçamento da quadra atual, Vonleh pode cair como uma luva, apesar de não estar pronto para ter impacto imediato. É uma aposta para um futuro de médio-prazo. 

Comparação na NBA: Chris Bosh (com menos QI)

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!