Acompanhe aqui:

5 de junho de 2014

As finais de 1985: Memorial Day Massacre


O jogo 1 de uma série final é aquela partida onde os fãs ficam mais ansiosos. É o confronto da melhor equipe do leste contra o melhor do oeste. Os encontros na temporada regular são totalmente ignorados nessa altura do campeonato. O que vale é como as franquias chegam até o duelo. É toda aquela expectativa para ver quem sai na frente pelo título.

Vencer o GAME 1 é importante, claro, mas nem sempre é tudo. Temos casos e casos de equipes que triunfaram no primeiro combate, porém acabaram perdendo o título no andamento das finais. Mas com certeza nada supera a NBA Finals de 1985. Já na metade dos anos 80, a rivalidade entre Magic Johnson e Larry Bird já era gigantesca. Los Angeles Lakers e Boston Celtics já era o maior confronto da NBA (o que ajudou a liga crescer no mundo inteiro).

No dia 27 de maio, o Boston Garden recebia o primeiro jogo. Os mais de 14 mil fanáticos esperavam igual loucos por aquela partida. Era Magic Johnson, Kareem Abdul-Jabbar, James Worthy e cia. versus Larry Bird, Kevin McHale e Robert Parish. Disparado eram as duas melhores equipes da temporada.

Só que aquele jogo entrou para a história. O Boston Celtics ATROPELOU sem nenhuma piedade o rival. O jogo terminou 148x114 (34 pontos de diferença)  para a franquia de Massachusetts. Nada funcionou nos Lakers. Nada. Abdul-Jabbar se limitou a 12 pontos, Magic Johnson apanhou 1 rebote, e o reserva Mike McGee foi um dos destaques com 14 pontos.

Todo dia 27 de maio é lembrado como "Memorial Day Massacre". Era a maior lavada na história envolvendo um jogo entre Celtics e Lakers. Hoje a maior lavada são os 39 pontos das finais de 2008 (131x92). E o que deixa aquela final mais interessante é que o Lakers juntou os cacos e venceu o campeonato em 6 jogos. Em suma: não se abale por causa de um mísero jogo. O time de Pat Riley fez questão de apagar da memória o jogo 1 e venceu a série.

Foi a primeira vez que uma final da NBA foi disputada no formato 2-3-2. Pela distância entre leste e oeste ser grande e as viagens longas demais, a liga alterou para as equipes não sofrerem com o cansaço. Em 2014, o formato 2-2-1-1-1 retorna.

O MVP Finals ficou com Kareem Abdul-Jabbar. O pivô terminou a série com 25.7 pontos, 9.0 rebotes, 5,2 assistências e 1.5 tocos de média. O armador Magic Johnson também teve uma brilhante recuperação e anotou 18.3 pontos e 14.0 assistências. Foi uma virada espetacular!

1 comentários :

seus textos são ótimos, parece q vc tava vivão na época e lembra cada detalhe. parabéns pelo trabalho ai

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!