Acompanhe aqui:

24 de junho de 2014

A decepção Michael Olowokandi, a primeira escolha do Draft de 1998


Tenho a mais absoluta certeza que vou citar um atleta e muito de vocês não saberão me dizer quem foi esse cidadão: Michael Olowokandi. O nigeriano de 2,13m de altura foi a primeira escolha geral do Draft de 1998, realizado há exatos 16 anos atrás. Ele decepcionou tanto que não durou nem 10 temporadas na NBA.

Não podemos culpar o pobre Los Angeles Clippers. The Kandi Man anotou médias de 22,5 pontos e 11,2 rebotes em seu último ano na universidade do Pacífico. Com esses númerose um grande pivô talentoso disponível, a franquia da Califórnia não pensou duas vezes. Aquele Draft ainda teve nomes como Dirk Nowitzki, Paul Pierce, Mike Bibby, Rashard Lewis, Antawn Jamison, entre outros.

Sua estreia foi em um ano de locaute (greve dos executivos), que fez a temporada da NBA retardar o seu início. Com isso, os Clippers contrataram o maior cestinha da história, Kareem Abdul-Jabbar para trabalhar com o seu mais novo talento. Anos depois, Jabbar ainda reclama da forma que Olowokandi encarou os treinamentos. Era um jogador com grande futuro, mas que não queria trabalhar duro. Pagou por isso.

As primeiras temporadas foram razoáveis, ele ficou beirando os 10 pontos de média e ficou na casa dos 7 a 9 rebotes. Sua melhor temporada foi em 2002/2003, quando foi responsável por 12.3 pontos e 9.1 rebotes por jogo. Nada mal. No entanto os Clippers e os fãs da NBA esperavam mais. Não era um jogador ruim, mas o fato de ser a FIRST PICK criou uma expectativa tão grande que todos esperavam mais dele.

No verão americano de 2003, então agente livre, assina com o Minnesota Timberwolves. Em Minneapolis, são três temporadas: 137 jogos, 6.1 pontos 9.3 rebotes por jogo. Respira o ar dos playoffs apenas uma vez em sua carreira: em 2004, atua em 15 jogos (os Wolves vão até as finais do oeste), marcando 2.1 pontos e 3.5 rebotes.

Encerra sua carreira em uma das principais franquias da NBA, o Boston Celtics. Em Massachusetts, Olowokandi claramente mostra já estar em fim de carreira, anotando 2.1 pontos e 2.2 rebotes em cerca de 10 minutos por noite. Aos 31 anos, entra em quadra pela última vez na NBA em 19 de março de 2006. 

Outro grande jogador que desaprovou a passagem do africano em quadras americanas foi o também nigeriano (depois naturalizado americano) Hakeem Olajuwon. A revista Sports Illustrated o nomeou como a 3ª pior escolha da história, atrás apenas de Sam Bowie e Chris Washburn.  O Draft é uma caixinha de surpresa, senhoras e senhores.

E para finalizar, é claro que não posso esquecer da briga que o nosso amigo teve com o brasileiro Nenê Hilário. E foi uma SUPER briga. Aconteceu em 14 de janeiro de 2005. Após se estranharem no garrafão, os dois partiram para a briga sem pensar:

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!