Acompanhe aqui:

13 de maio de 2014

Há exatos 10 anos, Derek Fisher fazia milagre com 0,4 segundos no relógio


Os playoffs na conferência do oeste sempre foram um show à parte. Considerada a conferência mais equilibrada e forte, não é de hoje que o oeste vem protagonizando duelos épicos. Um deles aconteceu há exatos 10 anos. E que duelo!

No quinto jogo da semifinal de 2004 entre Los Angeles Lakers e San Antonio Spurs, a defesa prevaleceu. Em 48 minutos, foram anotados apenas 147 pontos. De um lado Gregg Popovich, do outro Phil Jackson. Dentro de quadra, os Spurs tinham o famoso big three formado por Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili. No Lakers, Kobe Bryant, Shaquille O'Neal, Karl Malone, Gary Payton e DEREK FISHER (vocês já vão entender).

O minuto final foi emocionante. Kobe Bryant deixou os Lakers em vantagem quando restavam 11,5 segundos por jogar. No ataque, os Spurs esbarram na forte marcação adversária. Mesmo assim, Tim Duncan acerta um lindo arremesso para virar o jogo. O relógio apontava 0,4 segundos. O ginásio pulsava de alegria. Não tinha mais o que fazer! Ou será que tinha?

Na reposição de bola, o armador Gary Payton procura Fisher, que gira arremessando. A bola cai. Acaba o jogo. Ele corre para o vestiário sem acreditar muito no que tinha acabado de fazer. Todos de boca aberta! 

A cesta foi determinante para o Lakers vencer a série. Naquela altura, ninguém havia perdido em seus domínios. O mando de quadra era dos Spurs. O triunfo do Lakers possibilitou a equipe chegar em Los Angeles com a possibilidade de fechar a série (e acabou fechando mesmo).

Portanto, sempre que você olhar em seu calendário o dia 13 de maio, lembre de Derek Fisher. Lembre de sua cesta quase impossível. Lembre que os playoffs da NBA possibilitam essas emoções. 

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!