Acompanhe aqui:

3 de maio de 2014

Damian Lillard é um ser abençoado


O que este rapaz está fazendo é algo fora do comum. O menino Damian Lamonte Ollie Lillard tem 23 anos de idade e apenas duas temporadas de NBA. Foi a sexta escolha do Draft de 2013 e logo dava sinais que seria uma estrela.

É pouco tempo de profissional, no entanto Lillard já conquistou muita coisa: o prêmio de novato do ano,  já é um All-Star, foi destaque da All-Star Weekend participando de praticamente todos os eventos da festa, já participa dos playoffs, já atinge médias espetaculares e leva o seu time para a próxima fase. Carreira meteórica!

Diante do Houston Rockets, a série dava pinta de 7 jogos, pois a franquia texana tinha 2 pontos de vantagem e o relógio apontava 0.9 segundos. Missão quase impossível. Para quem vai a bola? Mo Williams? LaMarcus Aldridge? Não. Era o momento de Lillard brilhar. Ele recebeu a bola e acertou um lindo arremesso. Após 14 anos de espera, os Blazers passam da primeira fase dos playoffs. Nesse período, o time do Oregon teve algumas decepções e algumas alegrias, como o surgimento de Brandon Roy. Mas o destino não quis que Roy, hoje sofrendo com lesões e mais lesões, levasse os Blazers adiante. Coube a Damian Lillard.

A última vez que os Blazers chegaram as semifinais de conferência, o ano era 2000. O time que tinha Rasheed Wallace, Scottie Pippen e Damon Stoudemire passou por cima do Minnesota Timberwolves por 3-1. Na ocasião, os comandados de Mike Dunleavy chegam as finais de conferência (perdendo para os Lakers).

E o jovem armador segue fazendo história por outro motivo. Ele se junta à Oscar Robertson: são os únicos atletas na história a anotar média de 25 pontos, 6 rebotes e 6 assistências em seus seis primeiros jogos de playoffs. Alguém precisa dizer para esse rapaz que ele é abençoado. E os Blazers avançam acabando com o sonho de James Harden e Dwight Howard.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!