Acompanhe aqui:

6 de maio de 2014

A queda de rendimento de Roy Hibbert é assustadora


Ariel Paiva (@TripleDouble_)

Que o Indiana Pacers implodiu no último terço da temporada regular, todos sabem. Stephenson e Turner supostamente saíram no tapa, Paul George e Hibbert não se falam há algum tempo. São apenas boatos, mas onde há fumaça há fogo, e os resultados em quadra nem de longe ofuscam os problemas internos da franquia liderada por Frank Vogel, que tem seu emprego ameaçado.

Roy Hibbert, em especial, foi o jogador que teve seu desempenho mais prejudicado, ou ao menos o que mais demonstra isso nos números. O All-Star tem jogado muito mal (de forma que até Gilbert Arenas tirou onda com ele no Instagram) em todos os quesitos do seu jogo. Só que analisando alguns dados importantes, temos as seguintes conclusões: os adversários atacam cada vez menos a cesta quando Hibbert está em quadra, e considerando que ele está menos tempo em quadra, o número de infiltrações contra o pivô é bastante baixo. Além disso, pasmem, o aproveitamento dos adversários contra Roy no garrafão é pior dos playoffs. Em outras palavras, ele é melhor defensor de garrafão da pós-temporada. 

Entretanto, é no ataque que moram as maiores críticas, além da falta de rebotes. As oportunidades de rebotes para Hibbert caíram de 13.3 na temporada regular para 7.7 nos playoffs. Tudo bem, seu aproveitamento pegando esses rebotes também (e nem citarei o aproveitamento em rebotes contestados, aonde há um jogador que briga por esse rebote). A eficiência no arremesso também caiu drasticamente, de 44 para 37 por cento, ainda mais considerando que o jogador é pivô e o aproveitamento deveria ser alto (Tim Duncan tem 58% e Tiago Splitter 61% de eficiência, por exemplo). 

Na abertura das semifinais de conferência, Roy Hibbert viu o Indiana Pacers sair de quadra com uma derrota para o Wizards, aonde perdeu o mando de quadra e o pior, perdeu confiança. O pivô fez o seu segundo "double-zero" nesses playoffs (motivo de piadas igual o da foto). Um jogador com seu tamanho jamais poderia passar vinte minutos de uma partida sem ao menos pegar um único rebote. Infelizmente para o Pacers, Hibbert é essencial no esquema defensivo e com ele jogando dessa forma o time de Paul George é sério candidato a ser eliminado pela zebra de Nenê e companhia. Abre o olho, Hibbert.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!