Acompanhe aqui:

29 de abril de 2014

A ousada proposta do dono do Houston Rockets

Adam Silver, comissário da NBA
O episódio de racismo envolvendo o dono do Los Angeles Clippers está longe de terminar. Nessa segunda-feira, o proprietário do Houston Rockets, Leslie Alexander comentou que o comissário da NBA está considerando uma sugestão de tornar todos os atletas da franquia de Los Angeles em agentes livres. Portanto, ao fim dessa temporada, qualquer jogador poderia decidir o seu futuro, esquecendo os atuais contratos em vigor.

É preciso ler a fundo a constituição da NBA para ver se realmente há a possibilidade de banir Sterling, porém é uma situação complicada para Adam Silver resolver (seu primeiro pepino). A ideia de Alexander é fazer o Los Angeles Clippers "quebrar" enquanto Donald Sterling for o dono. 

Como esse plano seria colocado em ação? Liberando os atletas dos Clippers, os principais jogadores escolheriam atuar longe dali, portanto enfraqueceria o time. Quem os chefões da franquia contratariam? É difícil dizer. Quem aceitaria jogar em uma franquia de um dono racista? A saída seria dar contratos milionários para jogadores que mal recebem 2 milhões de dólares para que um elenco seja formado para a disputa da temporada.

Se isso está sendo considerado ou não pelos homens fortes da NBA, só o tempo dirá. Ma segundo o dono dos Rockets, Adam Silver escutou com muito carinho sua sugestão e poderia até considerar tal ação. Seria muito radical, consequentemente não acredito que a ideia vingue. Mas você já parou para pensar? Chris Paul, Blake Griffin, Jamal Crawford, DeAndre Jordan livres e soltos? Grandes mercados olham  isso com bons olhos. O pronunciamento oficial sai nessa terça-feira.

2 comentários :

se essa ideia rolar, imagina Blake Griffin indo para Boston...

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!