Acompanhe aqui:

19 de fevereiro de 2014

O dia que roubaram a camisa 23 de Michael Jordan

É o maior jogador de basquete de todos os tempos. Como a maioria já sabe, ele usava o número 23, e enquanto estava no auge, foi o número usado e preferido por todas as crianças no mundo. Qualquer pessoa "queria ser o Mike."

Depois que retornou da primeira aposentadoria, inicialmente usou o número 45 (em 17 jogos na temporada 1994/1995) pois era o número usado enquanto atuou na liga de baseball. No entanto, em uma noite, circunstâncias estranhas levou Jordan usar um número diferente. 

Foi no dia 14 de fevereiro de 1990, pouco mais de 25 anos atrás. Michael Jordan foi forçado a usar o número 12. Poucas horas antes do início de um jogo contra o Orlando Magic, na Flórida, alguém entrou no vestiário do Chicago Bulls e roubou a sua camisa 23. O pessoal que trabalhava pela franquia não conseguiu achar o uniforme até o início da partida, forçando o melhor atleta de todos os tempos atuar com uma camisa de um companheiro de time.

Apesar de não estar jogando com o seu número tradicional, Jordan anotou 49 pontos (21-43 FG) e 7 rebotes em 47 minutos. O Bulls acabou sendo derrotado por 135-129, conhecendo a sua 20ª derrota em 49 jogos. Jordan ficou tão chateado com o episódio que se recusou a dar autógrafos após o encontro.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!