Acompanhe aqui:

4 de janeiro de 2014

Uma máquina de fazer triple-double chamada Oscar Robertson


Anotar um triple-double era com ele mesmo. Oscar Robertson, o Big O, já chegou na liga profissional com muita expectativa após excelentes números na Universidade de Cincinnati. Em três anos na NCAA, Robertson atingiu média de 33.8 pontos, 15.2 rebotes e 7.8 assistências em 38.8 minutos por jogo.

No Draft de 1960, ele era o favorito para a ser a primeira escolha geral. O Cincinnati Royals tinha dois atletas em mente: Robertson ou Jerry West. Com seus números fora do comum e por já estar habituado com a cidade, os Royals (hoje Sacramento Kings) optaram por Robertson.

Após seu belo primeiro ano quando foi eleito o Rookie of the Year (30.5 pontos, 10.1 rebotes e 9.7 assistências por jogo), a temporada seguinte seria ainda melhor. Em 1961-1962, Robertson faz história ao atingir um triple-double de média, o único atleta em toda a história a conseguir tal feito. Foram 30.8 pontos, 12.5 rebotes e 11.4 assistências. Um monstro. Além disso, conseguiu classificar a franquia aos playoffs (coisa não obtida no primeiro ano). Nos playoffs, foram 28.8 pontos, 11.0 rebotes e 11.0 assistências. Entretanto, ainda sem uma grande equipe, os Royals caíram diante do Detroit Pistons por 3x1.

Nos anos seguintes, ele beirou o triple-double de média, porém não conseguiu repetir o feito. Em compensação viu sua equipe ir mais longe nos playoffs e brigar contra o poderoso Boston Celtics pelo título da conferência leste. Mas como atuar naquele ano era difícil por causa da força da franquia de Massachusetts, qualquer outro time ficava no quase ao enfrentar Bill Russell e cia. (Chamberlain e West concordam).

Robertson se aposentou ao fim da temporada 1973-1974. O anel de campeão veio em 1970-1971, já como um suporte para o jovem Lew Alcindor (Kareem Abdul-Jabbar). No dia 28 de abril de 1980, foi introduzido ao Hall da Fama da NBA. Sua camisa foi aposentada pelo Sacramento Kings e pelo Milwaukee Bucks). Os 181 triple-doubles ao longo de sua carreira ainda não foram atingidos (Magic Johnson, o segundo, "só" tem 138). Uma máquina chamado Oscar Robertson.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!