Acompanhe aqui:

5 de janeiro de 2014

Os brasileiros agitam o domingo da NBA


Os brasileiros agitaram o domingo da NBA. Primeiro surgiu o mistério no Pinheiros/Sky, que anunciava a ausência de Leandrinho Barbosa no jogo da equipe. Ora, ele não tinha problema de lesão ou algo parecido. Logo veio os tweets de seus companheiros e dirigentes o desejando sorte no próximo desafio. Estava mais do que claro que o brasileiro havia recebido uma proposta da NBA. E a proposta se confirmou.

O paulista vai assinar contrato de 10 dias com o Phoenix Suns, o time que abriu as portas para a sua no melhor basquete do mundo. Foi no Arizona que Leandrinho se tornou o sexto homem da liga e adquiriu respeito dos melhores atletas do planeta.

Muita gente questionou o motivo do Suns dar apenas um contrato de 10 dias. Isso é absolutamente normal. Esses contratos são para as equipes analisarem como o atleta se adapta aos novos companheiros, além de seu comprometimento nos treinos/jogos. Chris Andersen assinou DOIS contratos de 10 dias com o Miami Heat. Hoje ele tem um anel de campeão e é peça fundamental na equipe de Erik Spoelstra.

Em 7 temporadas com o Suns (2003 até 2010), Leandrinho teve uma média de 12.6, 2.6 assistências e 2.4 rebotes por jogo. Seu aproveitamento nos arremessos de quadra foi de 47%. O auge aconteceu na temporada 2006/2007, quando ganhou o prêmio de sexto homem (18.1 pontos de média). Que tudo dê certo para o Barbosa!

Tiago Splitter tem lesão no ombro e desfalca Spurs


Outro atleta brasileiro que movimentou a NBA nesse domingo foi o pivô Tiago Splitter. O catarinense sofreu uma lesão na vitória da equipe diante do forte Los Angeles Clippers. O problema no ombro aconteceu justamente na melhor atuação de Splitter na temporada (22 pontos e 5 rebotes). 

Os exames feitos hoje apontaram que o tratamento vai levar cerca de 3 a 5 semanas, forçando a parada indesejada de Tiago. Ele é peça vital na equipe de Gregg Popovich, que não abre mão de seu pivô. 

E nos números podemos ver toda a importância dele. Em 30 jogos, Splitter tem uma média de 8.6 pontos e 6.2 rebotes. Na estatística pouco utilizada, o PER 36 MINUTES, Tiago tem uma média de 14.6 pontos e 10.5 rebotes. Mas que diabos de estatística é essa? 

Grandes atletas costumam jogar, em média, 36 minutos, correto? E aqueles atletas que não atuam muito tempo? As vezes é covardia comparar um Dwight Howard, que atua em média 34 minutos, com Tiago, que joga 21 minutos por noite. O brasileiro fica mais de meio jogo sentado no banco. Essa estatística é usada para equilibrar essa disparidade e mostrar a utilidade daqueles atletas que não jogam muito. Como os números mostram, ele é útil quando é chamado por Popovich. O negócio é torcer para essa recuperação do brazuca.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!