Acompanhe aqui:

17 de novembro de 2013

A breve passagem de Alex Garcia


Quem vê o ala-armador Alex Garcia brilhando nas quadras do NBB com o Brasília, não sabe que o atleta nascido em Orlândia teve uma breve passagem na NBA. Foram duas temporadas na terra do Tio Sam e apenas 10 jogos, entretanto Alex é mais um brasileiro que pode falar que atuou na maior liga de basquete do mundo.

Tudo começou quando Alex foi apresentado aos americanos após um toco em Tim Duncan. Meses depois, no dia 23 de setembro de 2003, o paulista, então agente livre, assina contrato com o San Antonio Spurs. Com seu jogo explosivo, uma bela franquia para defender e com 23 anos, tudo indicava que Alex poderia ter uma boa passagem na liga. O problema é que as lesões assombraram sua vida e sua temporada de estreia foi totalmente afetada (apenas dois jogos disputados). Sua estreia só ocorreu no dia 5 de janeiro de 2004, quando os Spurs derrotaram os Nuggets por 98x74. Alex teve 7 minutos para mostrar algo: 4 arremessos (nenhum convertido), 2 roubos de bola e 1 turnover.

No dia 16 de junho de 2004 o time texano anuncia a dispensa do brasileiro, que prontamente assina com o New Orleans Hornets. Foram 8 jogos à frente do time comandado por Byron Scott. Apesar de sair com a derrota em todos os jogos, Alex teve mais sorte e conseguiu atuar mais minutos. Sua melhor exibição ocorreu contra o Detroit Pistons: 11 pontos e 3 assistências em 27 minutos em quadra. Com os Hornets tendo um péssimo início naquela temporada (terminaria 18-64 e draftaria Chris Paul no ano seguinte), o brasileiro se despediu da NBA no dia 12 de dezembro de 2004.

As lesões afetaram totalmente seu jogo, dificultando seu período de adaptação. Apesar de tudo isso, valeu a experiência e Alex Garcia, multi-campeão atuando no Brasil, guarda com carinho suas aventuras na NBA.

Seus salários foram de $366,931 quando defendia os Spurs, e de $620,046 quando membro dos Hornets. Recebendo quase 1 milhão de dólares, quem pode dizer que foi uma péssima passagem?

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!