Acompanhe aqui:

24 de outubro de 2013

Com a volta de Derrick Rose, como será o ano do Chicago Bulls?


Duclacy Junior (Representante Chicago Bulls)

Olá, pessoas. Antes de tudo, queria fazer um breve resumo sobre mim. Meu nome é uma sopa de letrinhas (Duclacy. Que confesso, não gostava até um dia desses). Tenho 26 anos, sou de Brasília, e acompanho basquete desde moleque. Motivado pela era Jordan e também pelo Space Jam (embora não seja cinéfilo. Mas o filme marcou minha infância demais). Daí vem por que eu ser torcedor do Chicago Bulls. Por gostar da franquia, ter acompanhado os tempos de ouro de Jordan, Pippen, Rodman , Phil Jackson e cia. Dito isso, vamos projetar a temporada 13/14 do Bulls.

Eu sei que o Chicago Bulls perdeu peças como Nate Robinson e Marco Bellinelli, que foram fundamentais pro time chegar às semifinais de conferência, perdendo apenas pro campeão Miami Heat. Mas as coisas mudam demais de figura, a partir do momento em que sua principal estrela volta de seu ano sabático. 

Ofensivamente, depender de Kirk Hinrich e principalmente de Luol Deng é uma encrenca (acho-os excelentes jogadores. Essenciais. Mas inconstantes. De fases). Mas a coisa muda de figura demais, com Derrick Rose, recuperado de lesão gravíssima no joelho. Alguém que bate no peito e pode dizer "Manda essa paçoca pra mim que eu a destroço". No “media day”, Rose afirmou que a única coisa que mudou em seu estilo de jogo foi que ele passou a ser mais confiante. Thibodeau, no mesmo media day, afirmou que só saberá em que estágio Rose voltará com jogos. E, aquela velha máxima vale para o basquete. Só se pega confiança jogando. 

Defensivamente, o time não perde nada. Joakim Noah segue sendo o principal nome de guarnição no garrafão. Embora já tenha um tempo que eu peço um garrafão com mais carne (Ou seja. Um “cincão” mais clássico. Mais parrudo). E Carlos Boozer ajudando também.

Pelo fato de faltar peças do mesmo nível da temporada passada no banco, o trabalho de Thibodeau pode ser mais complicado. Mas que Rose, voltando saudável e mais confiante pode ser a mudança da água pro vinho, ah, pode.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!