Acompanhe aqui:

3 de abril de 2013

Carmelo Anthony, Lakers, Kobe, Prigioni, Bulls... as rapidinhas de quarta-feira


Show de Carmelo

O ala do New York Knicks, Carmelo Anthony, anotou 50 pontos contra o Miami Heat e ajudou sua equipe a conquistar sua nona vitória consecutiva. Melo foi muito preciso em seus arremessos, chutando 26 bolas e convertendo 18. Seu aproveitamento nas bolas de três também foi muito bom: 7-10 (70%). Só ele foi responsável por 49% de todos os pontos da equipe na partida. O Heat, por sua vez, preferiu poupar novamente LeBron James, Mario Chalmers e Dwyane Wade. 

O argentino está dando sorte

Pablo Prigioni parece ter conquistado a vaga de titular dos Knicks. Além de fazer bons jogos, o retrospecto é perfeito: desde que o argentino se tornou titular, a equipe de New York jogou 9 partidas e venceu todas. Quietinho, ele distribui suas assistências, é pouco percebido, mas é peça importante. O problema é que ele arremessa poucas bolas. Daqui a pouco o Everaldo Marques vai começar a gritar: CHUTA, PRIGIONI, CHUTA! 

Shaq imortalizado

Vou economizar palavras. Essa imagem vale por tudo:


Sim, a partir do dia 02 de abril de 2013, Shaquille O'Neal é imortalizado no teto do Staples Center. Um dia histórico para todos os fãs da NBA.

Vitória para dar moral

Agora sim falarei do jogo. Sem Steve Nash (lesionado), os Lakers venceram os Mavs sem muitos problemas: 101-81. Foi uma partida onde todos os jogadores se empenharam para conseguir a vitória e seguir em busca da pós-temporada. Lakers e Utah estão empatados, ambos com 39 vitórias e 36 derrotas. Os Mavs ficam para trás.

Triple-double para o incansável

Trinta e quatro anos, 47 minutos, 23 pontos, 11 assistências e 11 rebotes. Sim, Kobe Bryant não cansa de jogar basquete. Com esses números, o camisa 24 dos Lakers chega ao seu 19º triple-double na carreira. Ele sabe que precisa jogar para o time se quiser ir para mais uma pós-temporada.

O reserva injustiçado

Como comentei dias atrás, os Lakers estão de sacanagem ao sacar Earl Clark do time. Hoje ele atuou por 29 minutos, marcou 17 pontos, apanhou 12 rebotes e bloqueou 5 arremessos (career-high). Não pode deixá-lo de lado.

Subindo sem parar

O Washington Wizards venceu mais uma. Contra os Bulls, em casa, a equipe da capital comprova que tem um elenco razoável e que pode fazer uma boa temporada no ano que vem. John Wall foi o grande destaque com 27 pontos. Se vencer todos os jogos restantes e acontecer um milagre dos Bucks perderem todos os seus compromissos, os Wizards ainda podem ir para a pós-temporada. A esperança é a última que morre.

Lesões que castigam

O Chicago Bulls está sendo castigado pelas lesões. No jogo dessa segunda-feira, a franquia utilizou apenas OITO jogadores. A lista de inativos é a seguinte: Marco Belinelli, Rip Hamilton, Joakim Noah e Derrick Rose. Assim fica complicado de Tom Thibodeau trabalhar.

Na TV

A ESPN transmite ao vivo, às 21h, Atlanta Hawks e New York Knicks.

Túnel do tempo

Apenas uma rápida informação: o túnel do tempo não será mais postado dentro das rapidinhas da liga. Ele ganha um post exclusivo. Nele, vou tentar detalhar mais as partidas que aconteceram anos atrás no dia atual (hoje, por exemplo, 03 de abril). Fiquem ligados.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!