Acompanhe aqui:

12 de abril de 2013

Association Friday: Melhorando a Association


Sérgio Júnior

Sou fã assíduo da Association desde 2005 e apesar de adorar o modo, tenho que admitir que ainda falta muita coisa para ser perfeito.

Problemas 

- Inteligência das trocas: É extremamente fácil tirar vantagem da CPU que simplesmente não leva em conta tempo de contrato, posições carentes, estilo de jogo e outras coisas quando vão aceitar sua troca, é extremamente simples e se você não for uma pessoa consciente, facilmente irá montar um grande time logo no começo do jogo.

- Inteligência das rotações: As rotações usadas no jogo são terríveis e chega a tirar a graça do jogo, já que a CPU nunca utiliza um jogador melhor vindo do banco como sexto homem. J.R. Smith sempre será titular no Knicks e Jamal Crawford no Clippers. Pra aumentar o problema, os minutos sempre são distribuidos de forma estranha, e seguem uma forma padrão para todos os times.

- Inteligência dos jogadores (empresários): Você oferece um contrato para um jogador como Role Player, ele felizmente aceita e dois jogos depois ele está reclamando de seu papel de Role Player! Isso acontece com frequência e não faz sentido algum, se o jogador assinou como Role Player, ele deveria ficar um bom tempo satisfeito com seu papel. Os jogadores também não pensam tanto na carreira e vão para times aleatórios, sem pensar na carreira ou na força do time, apenas no dinheiro. Claro, alguns jogadores seguem essa “lógica” na realidade, mas não faz sentido Chris Paul ou Dwight Howard deixarem os grandes mercados para irem ao fraco e confuso Detroit Pistons logo no fim do primeiro ano.

Soluções

- Cada time deveria ter um certo tipo de “reputação”, um time como o Lakers ou Celtics teria bem mais reputação que um Timberwolves ou Bobcats, e os grandes jogadores sempre dariam preferência aos grandes times, principalmente jogadores com maior ambição por vitórias(sistema que já existe no jogo, mas é extremamente ineficiente). Com isso, uma Association com um time pequeno seria muito mais divertido, já que você seria obrigado a montá-lo através do draft e não assinando todas as estrelas que ficarem sem contrato. Fora o drama de ver sua grande estrela pedir pra sair...MUITAS EMOÇÔES.

- Combinando com a reputação, as equipes também deveriam ter projetos, coisa que já foi usada na franquia rival NBA Live, que atualmente está parada. Os times poderiam está em busca ao título, vaga nos playoffs ou simplesmente rebuild. Isso alteraria os jogadores que essas equipes buscariam, o tanto de dinheiro que gastariam e o interesse do jogador em ir para a equipe.

- As tendências dos treinador deveriam ser mais claras e importantes para o jogo. Hoje, o time sempre termina o jogo com seu quinteto titular, mas não é o que sempre acontece na realidade, e isso deveria ser bem mais dinâmico no jogo. Outros aspectos como usar um time mais alto ou mais baixo, um esquema mais rápido ou mais lento e uso de mais ou menos jogadores vindo do banco deveriam ser bem mais evidentes no jogo e não todos os times usarem rotações iguais e jogarem de forma parecida.

NBA 2k14 deve ser o primeiro para a nova geração de video-games e investir numa evolução da Association(e do resto do jogo) é obrigação para os proutores do jogo. Quem joga na atual geração, não deverá tantas novidades, mas a esperança é a última que morre!

1 comentários :

por favor far o proximo association friday sobre os Lakers ou os Clippers ou OKC por favor

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!