Acompanhe aqui:

22 de março de 2013

Para aplaudir de pé


Gregg Popovich e San Antonio Spurs vivem uma história de amor verdadeiro. Tudo começou há 17 anos, quando Popovich assumiu os Spurs na temporada 1996-1997 substituindo Bob Hill, que havia começado aquele ano com uma campanha de 3 vitórias e 15 derrotas. Foi demitido. Para seu lugar chamaram Gregg para comandar sua primeira equipe na maior liga de basquete do mundo.

Como em toda história de amor, nem tudo começa as mil maravilhas. Logo em seu primeiro ano, Popovich acumulou 47 derrotas e apenas 17 vitórias. O time do Texas terminou em penúltimo na conferência oeste, sendo a terceira pior campanha da liga. Tudo mudaria no ano seguinte. Com a primeira escolha no draft de 1997, o técnico draftou Tim Duncan. Começava aí o segundo caso de amor de Popovich, porém vamos deixar esse de lado. Com Duncan na equipe, o time cravou 56 vitórias e 26 derrotas. Que belo segundo ano, hein? Apesar da equipe ter sido eliminada na semi-final de conferência, todos sabiam do potencial da franquia.

Logo no ano seguinte, com locaute e tudo mais, veio o primeiro título da era Popovich. Anos depois, mais três foram conquistados pelo técnico. Mas o que me levou a fazer esse post não são seus títulos, nem suas declarações. O que me fez fazer esse post é o feito que ele pode conseguir esta noite diante do Utah Jazz, em casa.

Se vencer a partida (o que deve acontecer), Gregg Popovich chega a sua vitória de número 900. Sim, aquele inexperiente técnico que começou tomando pau em 1996-1997 cresceu e anos depois pode chegar a marca de 900 vitórias na NBA. 


Desde que assumiu a franquia, Popovich só não venceu no mínimo 50 partidas na temporada regular no seu ano de estreia. Fora isso, os Spurs venceram ao menos 50 partidas em todos os anos.. Perder também é muito complicado. O máximo que viu foi 32, em 2009-2010. Estamos tratando de um senhor treinador de basquete. 

Seu aproveitamento é de 68,4% no comando da organização. Tem 899 vitórias e 415 derrotas. Foi escolhido o treinador do ano em duas oportunidades: 2002/2003 e 2011/2012. Está tudo encaminhado para sua 900ª vitória na carreira. Pode ser hoje contra o Jazz. Isso vai acontecer? Provavelmente. Para saber é só ficar ligado na partida que começa às 21h30. Quando conseguir, temos que aplaudir de pé.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!