Acompanhe aqui:

7 de janeiro de 2013

O dia que Kobe Bryant marcou 81 pontos


Sérgio Júnior

Ele já era um dos maiores nomes da liga e já tinha três anéis, mas no dia 22 de Janeiro de 2006 as coisas mudariam para Kobe Bryant, naquela noite Kobe teria o auge de seu jogo egoísta e fominha que todos nós adoramos e sairia do Staples Center com 81 pontos marcados, a segunda maior pontuação de um jogador na história, perdendo apenas para Wilt Chamberlain e seus 100 pontos nos anos 60 (aqui você vê como ele anotou os tais 100 pontos).

Naquele jogo Kobe fez cesta de todos os jeitos, de bandeja, de três, de perto, de longe e acabou dizimando o Toronto Raptors de Chris Bosh, Jalen Rose e Mike James. Kobe estava em seu auge, mas não contava com um time competitivo e isso colaborou bastante para esse dia, os outros titulares daquele time eram Lamar Odom, Smush Parker, Kwame Brown e Chris Mihm, um time que sem Kobe seria um saco de pancadas mas que com Kobe venceu 45 jogos na temporada, e acabou perdendo na primeira fase dos playoffs para o Phoenix Suns.

Um mês antes desse jogo, os Lakers visitaram o time do Canadá onde Kobe fez apenas 11 pontos, seu pior jogo naquela temporada. E desde aquele jogo foi show atrás de show, nesse meio tempo ele fez 9 jogos acima dos 40 pontos, sendo 2 acima dos 50 e 1 acima dos 60, isso tudo em apenas 20 partidas, e depois disso ainda terminou com os 8 pontos.

Os números daquela noite impressionam, Kobe arremessou 46 vezes e acertou 28 vezes, um aproveitamento de 60%. Para três pontos ele conseguiu acertar 7 de 13 tentativas e na linha do lance livre foram 18 acertos. Sua atuação já era promissora, ele terminou o primeiro tempo com 26 pontos, mas no 2º tempo foi que entrou o tom épico da noite, foram absurdos 55 pontos que graças a Wilt Chamberlain também não é um recorde absoluto.

Se você viu aquele jogo, fique feliz pois você viu a história acontecer diante de seus olhos, se você perdeu fique triste pois perdeu o grande ato de um artista chamado Kobe Bryant, mas não chore pois é possível achar pela internet o torrent daquele jogo, ou até mesmo no Youtube. E se eu fosse você já correria para procurar esse jogo, por que é sempre muito bom ver jogadores fominhas em dias especiais.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!