Acompanhe aqui:

27 de dezembro de 2012

Um novo Golden State Warriors para retornar aos playoffs


Com o técnico Mark Jackson provocando uma intensidade defensiva para combinar com seu poder ofensivo, o Golden State Warriors se torna a grata surpresa da temporada 2012/2013. Pelo menos até agora.

Com uma campanha de 19 vitórias em 29 partidas, os Warriors estão na quinta posição da conferência oeste com uma confortável diferença para o sexto colocado. Com cada vitória notável, os fãs de Golden State já começaram a pensar em mais do que apenas um breve retorno para a pós-temporada.

Nos seus 28 jogos disputados, eles já venceram o Los Angeles Clippers, Atlanta Hawks (duas vezes), Minnesota Timberwolves (duas vezes), Brooklyn Nets (duas vezes), Denver Nuggets, Indiana Pacers e Miami Heat. Durante este percurso a franquia foi derrotada por equipes com campanhas negativas (Orlando Magic e Sacramento Kings), podendo estar 23-6 (0-4 são contra Magic e Kings).


Os comandos de Jackson estão usando uma característica da franquia: um potente jogo ofensivo. Atualmente o time tem uma média de 100,8 pontos por jogo (9ª na NBA). Stephen Curry, finalmente longe das lesões, vai em busca do seu sonho: se tornar um All-Star. Está voltando a ser aquele ótimo jogador do seus primeiros anos de NBA.

Ele continua sendo um dos armadores mais criativos da liga.


Além disso, Mark Jackson conta com o calouro Harrison Barnes, e Klay Thompson em seu segundo ano de NBA. Curry e Thompson são o perímetro mais produtivo da NBA, combinando para mais de 5,5 cestas de três pontos convertidas por jogo. Com Barnes, Jackson adicionou um componente que faltava no seu sistema ofensivo.

Quando os titulares vão para o banco tomar uma água e descansar um pouco, o técnico coloca Jarett Jack no lugar de Curry. Vindo do banco o armador está com média de 12.5 pontos por partida, além de 5.2 assistências.

Contra o Miami Heat, ele mostra toda sua tranquilidade para armar a jogada que deu a vitória ao Warriors:


Depois de falar das armas ofensivas, está na hora de falar da defesa do time. Naturalmente, cada equipe precisa ter uma defesa sólida, com algum componente reserva. No caso dos Warriors, eles tem David Lee e Carl Landry.

O pivô David Lee continua sendo produtivo, algo que ele sempre foi em seus sete anos de NBA. Na atual temporada ele tem média 20 pontos e 11,3 rebotes, além de ser o segundo jogador com mais double-double (18).

Landry, que era um agente livre, assinou com os Warriors antes da temporada de 2012-13. Sua produção no ataque é algo que chama a atenção. Ele não começou nenhum jogo ainda nesta temporada, mas terminou as partidas em quadra na maioria das vezes. Talvez seja por sua experiência, mas Landry vem se poupando para os momentos chaves das partidas, na hora que o time mais precisa. Ele marcou pelo menos 15 pontos em 12 jogos diferentes, resultando em nove vitórias.

Mas a verdadeira razão para o sucesso dos Warriors tem sido o foco na defesa e nos rebotes. Golden State vem sofrendo desde a década passada por não pegar muitos rebotes. Em 2011-12, a equipe foi a pior em apanhar rebotes. Nesta temporada, porém, já houve uma nítida mudança: é o 3º time que mais pega rebotes.

Para o Warriors dar o próximo passo na transformação desta franquia, eles precisam evoluir ainda mais. Não dá para se acomodar. Nesse início, a equipe ainda não conseguiu ter sossego. Das 18 vitórias, apenas cinco foram decididos por dois dígitos de diferença. No entanto, com Jackson trabalhando forte em Oakland, não há razão para a torcida temer uma queda. O Golden State Warriors está no caminho certo para voltar aos playoffs!

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!