Acompanhe aqui:

25 de dezembro de 2011

As apostas do Paixão NBA para a temporada


No exato dia da tão esperada estreia da NBA, o Paixão NBA analisa e dá seus palpites para o próximo ano de basquete.


Qual time melhor se reforçou para a temporada?

Sérgio Júnior: Clippers. Não tem muito pra onde ir, o pequeno time de Los Angeles passou de saco de pancada em uma potência da conferência trazendo três jogadores com passagem pelo All-Star Game, sendo um deles o melhor armador da atualidade, e ainda manteve seu garrafão explosivo com Griffin e Jordan. Também destaco o Indiana Pacers que montou um time profundo.

Matheus Cezar: Los Angeles Clippers. O time que já vinha mostrando uma pequena ascensão na última temporada, fez ótimas negociações e trouxe jogadores como Chris Paul, Chaucey Billups, Caron Butler, além de contar com os talentos do fora do comum Blake Griffin. Nas duas partidas que vi do Clippers contra o Lakers, me agradou o estilo solto. Playoffs é uma certeza para esse time que sempre viveu na sombra do primo rico de Los Angeles.

Pietro Bassalobre: Bem, na minha opinião o time que melhor se reforçou na temporada foi o Los Angeles Clippers, pelo simples motivode terem conseguido o resto do time pra completar o ótimo garrafão que eles já tinham, formando agora um belo time starter que pode SIM brigar por playoff, se ninguém se machucar.

Alexandre Reis: Clippers. O time era baseado nas enterradas de Griffin, um ou outro bom jogo de Gordon e só. Gostei das contratações porque foram todas voltadas em complementar o time. Vou explicar melhor: o time não tinha bons chutadores, agora tem. Com as chegada de Billups, o time ganhou mais qualidade nos arremessos e coesão no ataque. Butler contribui com sua explosão e um pouco de técnica. Chris Paul não preciso falar sobre, é um jogador fantástico (acabei falando). No garrafão vemos o ogro Griffin. Posso dizer que Clippers melhorou 70% do que era antes.

Quem será eleito Rookie of the Year?

Sérgio Júnior: Irving. Gostei do Kemba Walker e acho que brigará pelo prêmio, mas Irving é um jogador muito rápido e habilidoso, mesmo sem muita experiência creio que ele terá um melhor apoio do que Kemba. E não vejo ele na briga, mas Kenneth Faried surpreenderá muitas pessoas na temporada.

Matheus Cezar: Não sei, mas estou confiando no Kemba Walker. Lá em Charlotte, quando as coisas estiverem pretas, acredito que, mesmo sendo novato, vai pegar a bola e tentar decidir. Tem personalidade. Seu estilo ousado me agrada.

Pietro Bassalobre: Meu rookie of the year é o Irving. Ó, ele não vai levar o fraco time do Cavs à lugar nenhum, mas já mostrou habilidade e pode pelo menos colocar um ritmo de jogo, partir pra cima e mostrar que veio pra ficar e ajudar o Cavs à voltar pra algum lugar perto do sol, depois de LeBron.

Alexandre Reis: Pergunta difícil. Temos Irving, que mostrou muita personalidade e postura contra o Pistons, de Knight, outro grande concorrente. Kanter corre por fora. Minha aposta será em Knight, que joga em um time que não contratou um jogador sequer da qualidade de Jordan Farmar. Arremessa muito bem quanto marca. Entretanto, o máximo que terá apoio no Pistons é um Villanueva. O máximo. Gostei muito da maneira como joga.

Quem será eleito Most Improved Player?

Sérgio Júnior: Lawson. O armador do Denver Nuggets vem crescendo cada vez mais e esse é O ano para ele e mesmo com Andre Miller vejo Ty liderando o time do Denver Nuggets com seus bons passes e velocidade impressionante, só espero que ele seja o menos egoísta possível já que Denver tem bons chutadores de média e longa distância.

Matheus Cezar: Esse é o mais difícil de se prever. Acho que vou dar um chute no escuro no Landry Fields. Após muitas transições no time do Knicks na temporada passada, ele sempre manteve um bom nível. Com Carmelo, Chandler, Stoudemire e um time melhor defensivo ao seu lado, ele tem tudo para evoluir mais.

Pietro Bassalobre: A mais complicada, já que vários times estão mudando, e aí fica complicado saber sem ver nenhum jogo pra valer. Maaaaas, quem promete ajudar muuito o time, aumentar a produtividade e ser feliz nesse mundão é o Ty Lawson, que deve ajudar o Nuggs, do nosso Serginho, a brigar por vaga nos playoffs. E ah, OLHO NO SHANNON BROWN.
Alexandre Reis: Griffin, na lata! Sua primeira temporada foi ótima. Agora com os reforços de peso com Chris Paul e Billups, só tem a acrescentar (exceto no tamanho).

Quem será eleito MVP da temporada?

Sérgio Júnior: Kevin Durant. Todo ano vejo ele entrando como favorito ao posto de melhor da liga e sempre falta algo, acho que nessa temporada ele terá tudo o que é preciso para levar o Oklahoma CIty Thunder para um outro nível e chegar pela primeira vez na final da NBA. LeBron James não é carta fora do baralho e se não ficar com o Durant com certeza vejo LeBron levantando o troféu.

Matheus Cezar: Nem vou falar muita coisa. Só que chegou a hora de Kevin Durant!
Pietro Bassalobre: Bem, pelo segundo ano seguido, votarei nele, que esse ano vai continuar muito bem, e se a liga não quiser dar pro LeBron James novamente, ele será a escolha. Vou de KEVIN DURANT. Esse é o ano dele.

Alexandre Reis: Kevin Durant. Outro jogador fantástico que nunca ganhou a NBA. Ainda é novo e tem um grande talento. Se jogar um pouco mais do que jogou no ano passado e conseguir fazer com que o Thunder chegue aos Playoffs com estilo, o que não está difícil, fatura sim o prêmio.

Quem entra como grande favorito ao título?

Sérgio Júnior: Miami Heat. Logo de cara o Big Three chegou numa final e em sua segunda temporada vem com um Udonis Haslem mais saudável, um Shane Battier que adiciona muito na defesa e ainda o promissor novato Norris Cole, só mais um apagão do King James para o título não ficar na Flórida. Faço menção honrosa para Chicago Bulls, Dallas Mavericks e Oklahoma City Thunder.

Matheus Cezar: Chicago Bulls. Sempre me agradou ver o time de Chicago jogar. Agora com uma afirmação em seu elenco (Derrick Rose), jogadores mais conscientes do poder da equipe, o Bulls não entra como um time para ir longe, mas sim um time para chegar ao título. Vindo um pouco atrás, Knicks e Heat. Detalhe: na minha opinião, o título fica no leste.

Pietro Bassalobre: Bem, Battier vai ajudar, Cole vai dar trabalho e o Heat vai ser campeão esse ano, Kidd não vai matar as bolas que tavam ajudando, a defesa morreu sem o Chandler, o Odom saiu do meu time e vai quebrar a perna e ficar dois anos de fora, o JAYJAY-O-JATINHO Barea abandonou o barquinho também, e vai dar Heat em cima do BELO TIME do Thunder, que vai papar o Oeste, depois de varrer meu time.

Alexandre Reis: Dallas e Heat. Empatados. Dallas reforçou muito bem o banco com Lamar Odom (6th man da última temporada), que conta com Terry (também cotado como um dos melhores 6th man da temporada passada). Carter está velho, porém é útil. Banco melhor do que alguns times titulares. O time titular é quase intocável. Heat agora vem mais entrosado. Com a chegada de Battier, um importante setor é fortalecido: a defesa. LeBron James nunca ganhou um anel e vai vir com sede de camelo ao título. Se Chalmers melhorar um pouco, não há equipe que freie o Miami.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!