Acompanhe aqui:

18 de julho de 2011

Um horizonte mais claro em Cleveland


Sérgio Júnior

Após uma temporada ridícula, recordes negativos, lesões e praga do LeBron, finalmente o Cavs sonhar com um horizonte de sucesso e após conseguir o jovem armador Kyrie Irving e o ala Tristan Thompson, o time já projeta vencer o anel antes do LeBron, ou não.

O sucesso do Cavaliers passará por alguns fatores, o primeiro é Anderson Varejão, o jogador é uma peça fundamental do garrafão do time para aguentar principalmente os grandes pivôs da liga e ainda ajudando ofensivamente. Quando não teve Varejão na temporada, Ryan Hollins foi o jogador que começou jogando, e convenhamos Hollins é muito fraco até para ser reserva. Outro jogador que deve deixar a rotação do time é Joey Graham, outro fraquíssimo jogador que não tem defesa, raça e o grande fato de sua carreira é ter um irmão gêmeo na NBA, que também não é bom.

Na última temporada um dos foi o achado de Christian Eyenga, que mostrou ser abusado e corajoso para um jogador apenas em seu primeiro ano, porém ele ainda tem de melhorar muito e essa temporada é muito importante para isso, já que o time começa o seu ciclo pós-LeBron. Caso não dê certo, Skyenga terá a chance de voltar a jogar pela D-League, onde o Cavs terá seu próprio time, que jogará em New Canton. O time ainda não tem nome, mas esperem ver jogadores do Cavs por lá.

Os novatos obviamente serão dois grandes pilares do time, Irving jogou muito pouco no nível universitário, mas ninguém liga, ele é um pequeno prodígio e com certeza tem tudo para ser o “substituto do LeBron” e chegar até ao jogo da estrelas. Tristan é outro jogador muito interessante, jovem e agressivo o jogador não tem medo de dar tocos na defesa e lindas cravas no ataque. A sua forma atlética incrível é mostrada melhor nesse vídeo:



O poder europeu também será fundamental e pode mostrar resultados, Semih Erden e Omri Casspi são dois jogadores que tem um potencial razoável e que podem adicionar ao time. Para ter Omri Casspi o time abriu mão de JJ Hickson e o que pode ter deixado algumas dúvidas no fim foi bom ao time que não terá mais de ver Moon e Graham jogando na 3 e enquanto na 4 terá o novato Tristan e o veteraníssimo Antawn Jamison.

Por último temos o cérebro e o comando da equipe, Byron Scott é um grande técnico e sabe cuidar dos armadores. Byron fez ótimos trabalhos com Jason Kidd e Chris Paul, Kyrie Irving tem tudo para ser o próximo. O cruzamento de Irving com Byron é extremamente perfeito para Irving, não só para essa temporada mas para toda sua carreira, principalmente se a dupla se manter por mais alguns anos.

Esses são os trunfos do Cavaliers que pode muito bem brigar por uma vaga nos playoffs do Leste, isso se os jovens não sentirem o peso de jogar na NBA e se tivermos temporada, claro.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!