Acompanhe aqui:

7 de dezembro de 2015

Kwame Brown, você vai se arrepender



Quando você tem o primeiro pick do draft, você fica feliz, vê um futuro brilhante pela frente e vê que aqueles dias de derrotas estão no fim e que o futuro reserva sucesso sob a conduta de um novo jogador com muito potencial. Foi isso que o Washington Wizards pensou e projetou para o draft de 2001, o time então presidido por Michael Jordan tinha a primeira escolha do draft, mas as coisas não saíram como planejado.

O presidente escolheu Kwame Brown como a primeira escolha do draft, o que seria o primeiro jogador vindo direto do High School para a NBA, o que não era seu primeiro plano, já que pretendia ir jogar pela universidade da Flórida. Passos adiantados e ele seguiu para Washington, nos testes pré-drafts Kwame disse ao técnico do time, Doug Collins, “Se você me draftar, você nunca vai ser arrepender.” O pobre Doug confiou no garoto que tinha sido grande destaque jogando pela Glynn Academy, mas Doug iria se arrepender.

Em seu primeiro ano Brown mostrou imaturidade e juventude e seu primeiro ano na NBA foi pífio, 4,5 pontos por jogo e 3,5 rebotes. Em casa Michael Jordan provavelmente já pensava “Devia ter draftado o Pau Gasol...”. Mas a aposta já tinha sido feita e o Wizards continuou apostando no potencial do pivô, e ele começou a se desenvolver, teve média de 7 pontos e 5 rebotes na sua segunda temporada e de 10 pontos e 7 rebotes na terceira. Ao fim desse primeiro contrato, Kwame Brown rejeitou uma proposta de 30 milhões por 5 anos com o Wizards para se testar no mercado dos agentes livres, mas também não deu certo e ele voltou ao time da capital.

Se as coisas já estavam ruins para ele, conseguiram piorar ainda mais. Sua quarta temporada foi fraca, seu melhor jogo foi míseros 19 pontos (havia feito 30 na última temporada), e ainda perdeu metade da temporada por lesões. Completando o “show”, brigou com Gilbert Arenas, o treinador Eddie Jordan e outros companheiros e virou uma pessoa muito pouco adorada em Washington.

Na off-season de 2005, o Lakers acabou se interessando pelo pivô e mandou Caron Butler (que tinha feito 15ppg na última temporada) e Chucky Atkins para Washington. A torcida amarela odiou a troca pela fama e pela pouca habilidade de Kwame Brown em comparação ao jogo de Caron Butler. O jogador confirmou as expectativas e não passou de 7 pontos por jogo num fraquíssimo Lakers onde Kobe Bryant jogava sozinho. Na temporada ele teve sua volta ao Verizon Center e enfrentou 20 mil torcedores do Wizards vaiando cada vez que ele tocava na bola. Ainda levou uma bolada na cara do próprio companheiro Sasha Vujacic, que papelão.

Após mais uma temporada e meia em LA, o jogador então foi trocado, e foi uma grande polêmica. O Lakers enviou Crittenton, Marc Gasol e Kwame Brown por Pau Gasol, uma troca excelente para o Lakers que acabou ganhando a peça que liquidou o bicampeonato da equipe e se livrou de um dos piores first picks da história. Em seus 15 jogos como um Grizzlie, não chegou aos 4 pontos de média e foi liberado de seu contrato. Em 2008 foi para o Pistons onde voltou a fracassar por duas temporadas, até chegar ao Bobcats onde conseguiu um papel melhor do que havia tendo e teve sua melhor temporada desde 2007-2008. Suas aventuras em LA não se limitaram às quadras, em 2006 o jogador foi acusado de estuprar uma mulher após o 3º jogo da primeira rodada dos playoffs contra o Suns. Para sua sorte, Kwame foi absolvido.

Em 2007 um caso ridículo, um homem acusou Kwame Brown de jogar um enorme bolo, 60cmx60cm, em sua cabeça. O caso aconteceu no aniversário do companheiro de time, Ronny Turiaf, e o homem que levou a “bolada” estava com o bolo até que deixou o bolo de lado para uma foto com o aniversariante, Brown chegou e fez o ato criminoso. Depois Brown falou que queria acertar Turiaf e não o inocente homem, o que prova que ele deveria estar um pouco “alto” e acabou fugindo em uma limusine. O caso acabou chegando até a polícia(!!!), mas Brown se acertou ao pagar um jantar para a vítima em um restaurante no Staples Center.

Ainda em 2007 acabou sendo preso após ser acusado de interferência em um caso de polícia com seu primo, onde ele dirigiu em contramão e o jogador tentou interferir nessas investigações.

Esse é Kwame Brown, um cara que decepcionou Michael Jordan e Kobe Bryant, chegou a ser vaiado pela própria torcida, foi preso e ainda jogou bolo em um inocente...

E sim, o bolo era de chocolate.

2 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!