Acompanhe aqui:

8 de julho de 2011

Depois de certezas e incertezas, LeBron completa um ano de Heat


É incrível que a decisão de LeBron James está completando um ano nesta sexta-feira.

8 de julho de 2011 marca a data do aniversário do anúncio de LeBron de que ele estaria "levando os seus talentos" para South Beach, a fim de unir forças com Dwyane Wade e Chris Bosh e jogar no Miami Heat. James não prometeu apenas um título no Heat, ou mesmo jogar o melhor basquete possível. Em vez disso, ele garantiu a lua, as estrelas e tudo na galáxia para sua nova equipe.



Nunca um atleta conseguiu o que LeBron James conseguiu. O menino que conseguiu ter um jogo de escola televisionado, estava tendo um programa de 60 minutos onde as pessoas só queriam saber de algo que levaria 15 segundos: sua decisão.

A mídia tem feito de LeBron em uma figura que deixa dúvidas se ele é um ser humano.

James é visto, julgado e criticado com um rigor elevado e mais intenso de que qualquer jogador antes dele tenha visto. Com o resultado de seu espetáculo na TV, James atraiu críticas ainda mais para cima de si próprio.

Para um jogador profissional de basquete destinado à grandeza desde muito cedo, o que mais poderíamos esperar? Depois de frustrar a população de Cleveland ao anunciar o Miami Heat como seu novo time, será que ele faria tudo novamente?

Isso é um tema de debate, mas como estamos aqui enfatizando o aniversário da "The Decision", não vamos entrar em mais detalhes.

Logo no seu primeiro ano na Flórida, já conseguiu chegar nas finais e ficar apenas dois jogos do tão sonhado anel. Logo de cara fez um comercial em parceria com a Nike que enfureceu ainda mais o estado de Ohio. Ele disse que não faria tudo de novo, mas em sua cabeça, certamente, sabe que fez a coisa certa para ele. Afinal, apenas uma temporada se foi. Ele tem inúmeras chances de vencer um título com Wade e Bosh e entrar naquele seleto grupo de jogadores campeões.

Sim, 365 dias atrás, LeBron frustrava Cleveland, deixava South Beach em euforia e deixava os fãs da NBA se perguntando como esse Miami seria parado. Um time do Texas parou, e muitos outros tem condições de parar. Esse episódio deixou as coisas mais engraçadas. Agora podemos elogiar, encher os olhos para esse time, porém, podemos criticar de forma dura quando nada dá certo. Isso é o que fazemos.

3 comentários :

Eu lembro que vi o "LeBron's Decision" ao vivo, quando ele falou que vinha para South Beach, lembro que gritei pra caramba de felicidade. Foi muito comédia. Parecia um título ganho.

@Jeff_Heat, do http://miamiblogg.blogspot.com/

Eu sou MUITO fã do Lebron James voltei a gostar de basquete por causa dele,quando ele anunciou sua ida pra South Beach quase queimei minha camisa do Cavs (que aliás tenho até hoje) mas pensei,pensei e pensei. Levei minha torcida pra Georgia e torci pro Altanta Hawks. Mas nunca deixei de idolatrar o The King ! Abraços comenta lá http://nbacomjoaorafael.blogspot.com

ele só é odiado pelo seu alto nível, se ele fosse um jogador mediano, ninguém se importaria e ninguém criticaria suas falhas, mas ele é o THE KING! ele desequilibra, e todo esse ódio de Cleveland é pq eles sabem que sem o jogo de LeBron eles não terão boas temporadas tão cedo! Só assisto NBA e só sou torcedor do Miami por causa dele e isso não vai mudar! LET'S GO LEBRON!!! LET'S GO HEAT

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!