Acompanhe aqui:

26 de junho de 2011

Patrick Ewing quer ser treinador


O Detroit Pistons ainda está procurando um treinador para substituir John Kuester, que saiu do cargo algumas semanas atrás. Kelvin Sampson e Lawrence Frank já foram entrevistados segundo fontes da imprensa americana. Também está prevista as entrevistas de Bill Laimbeer e Mike Woodson.

E surpreendendo à todos, surgiu um novo nome. De acordo com o site oficial da NBA, um dos maiores pivôs da liga, e hoje assistente do Orlando Magic, Patrick Ewing vai ter uma entrevista também.

Ewing, 49 anos, há muito tempo tem o desejo de virar treinador. Trabalhando com o pivô Dwight Howard, Ewing disse que faz muito mais do que trabalhar com grandes pivôs e está pronto para comandar uma equipe. Ele queria muito ter uma oportunidade com o New York Knicks, o time para o qual ele se tornou um superstar depois de ter sido a primeira escolha no draft de 1985.

"Tudo o que posso fazer é continuar trabalhando duro e continuar a me preparar para quando a oportunidade surgir," disse ele ao New York Daily News recentemente. "Muitas pessoas tentam me rotular como apenas treinador de homens grandes e eu não sou apenas treinador de homens grandes. Eu sou um treinador."

Talvez seja a hora de Ewing conseguir o que tanto quer. Eventualmente, eu tenho certeza que ele vai conseguir. Se não for agora, com o Pistons, em alguma outra oportunidade.

1 comentários :

Se eu fosse o GM dos Knicks demetia o sem noção do D'Antoni e contratava o Ewing, fácil! Ele é um ex-jogador que talvez possa gritar um pouco na cara do Carmelo e do Amare, quem sabe assim os dois tomem vergonha na cara e parem de chorar tanto pela bola.

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!