Acompanhe aqui:

20 de junho de 2011

Orlando Magic demonstra interesse em Carlos Boozer


Todos sabem que Carlos Boozer desapareceu nos playoffs e isso seria um dos motivos para o Chicago Bulls já cogitar negociar o jogador logo no seu primeiro ano na franquia do Illinois. Por outro lado, difícil ele sair nesse momento, ainda mais com uma dívida pessoal com a torcida de Chicago. Mas há quem diga que o Orlando Magic está de olho no jogador.

Com Dwight Howard clamando por uma boa equipe ao seu lado, os diretores do Orlando Magic olham com bons olhos a inclusão de Boozer na equipe. O ala-pivô dos Bulls poderia ser um dos últimos jogadores caros no mercado que poderiam ajudar o all-star alcançar seu objetivo: ser campeão.

Rashard Lewis e Vince Carter passaram pelo time da Flórida, em seguida, apareceu Hedo Turkoglu e Gilbert Arenas: todos falharam. Insucessos e mais insucessos. A frustração de Howard é mais do que nítida. Após se recusar assinar uma extensão, o pivô vai se tornar agente livre e pode se mandar de Orlando num piscar de olhos.

Howard vê Boozer como um grande jogador, mas propenso a lesões, que fez o Chicago Bulls aguardar várias partidas até a sua estreia. Só que temos que levar em conta que amizade não é tudo dentro da liga, muito menos na modalidade. Eles podem ser grandes amigos, saírem juntos para jantar, mas o basquete é negócio. A amizade é pessoal.

Buscando um suporte para o superman, o gerente geral, Otis Smith, vai guardar suas forças para Chris Paul. O armador do New Orleans Hornets, que também se torna agente livre no fim da temporada 11/12, é o tipo de talento que Howard conseguiria convencer a se juntar a ele.

O interesse do Orlando Magic em Carlos Boozer pode existir, mas Boozer não é o jogador que pararia a cidade e iria fazer Howard ficar de qualquer maneira em Orlando. O desejo de Dwight é o armador dos Hornets. Boozer? Não, quem sabe Boozer e mais um...

1 comentários :

já fiquei sabendo que o CP3 fez um "pacto" com Wade, LeBron e Bosh em uma competição aí que nao lembro pela seleção americanana, e nesse pacto eles disseram que se fossem campeões iriam tentar se juntar no mesmo time! agora só falta o CP3 em Miami, dificil por causa do preço do jogador e do teto salarial, mas quem sabe? Acho que ficaria melhor o CP3 com o Howard, do que o Carlos Boozer!

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!