Acompanhe aqui:

12 de junho de 2011

O poder de um treinador


Em cada série ao longo do caminho, Rick Carlisle pode ser responsável pelas vitórias na batalha de bastidores, graças à sua capacidade de fazer ajustes e preparar sua equipe. A tarefa foi um pouco diferente em cada rodada.

Contra o Portland Trail Blazers, Carlisle pode ter atuado como um psicológico. Quando abriu 23 pontos de vantagem e perdeu para o Portland Trail Blazers, no Rose Garden, o enredo de volta para casa era óbvia: aqui vamos nós de novo. Ao manter a sua equipe focada no objetivo, Carlisle fez o time crescer em vários sentidos. O time não se abalou, sabia que tinha que se impor nos próximos jogos e não deu outra. Dallas ganhou os dois próximos jogos, incluindo um jogo onde passou por cima do clima hostil de Portland.


Em seguida, o time do Texas varreu de forma surpreendente o atual bi-campeão, o Los Angeles Lakers, de Kobe e Phil Jackson. Para manter a capacidade ofensiva, Carlisle usou JJ Barea para chegar até a cesta, e a equipa técnica teve que fazer ajustes quando se diz 'espaço ofensivo'. Isso resultou em várias bolas de três que foram decisivas no jogo 3 e jogo 4.

No final da conferência oeste, Dallas tinha pela frente o Thunder de bons marcadores e de uma dupla de cestinhas com muita moral. A série foi complicada. Por diversas vezes se via o Mavs atrás no placar. O ponto chave foi o excelente aproveitamento dos arremessos no último quarto. Carlisle também encontrou pequenas vantagens, como substituições na defesa e no ataque, forçando um forte trabalho defensivo do Thunder, que não aparecia nos momentos cruciais.

Para você que acha que somente os jogadores decidem partidas e que o técnico só fica lá no banco como "enfeite", você está muito enganado. Os treinadores são importantes em todos os aspectos. Ele chama as jogadas, muda o esquema ao ver algo errado, trabalha os 48 minutos da partida, no vestiário, no pós-jogo. Caso Dallas leve o troféu para casa, Carlisle foi uma das peças importantes da conquista.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!