Acompanhe aqui:

19 de junho de 2011

O Paixão NBA revela seu time - Parte 4

Eu seria louco de ir contra eles

Três integrantes do blog já revelaram seus times. Hoje é a vez do Pietro Bass revelar seu time. Vai lá modinha, digo, Pietro!

O destino quis assim e cá estou eu, Pietro Bass, colunista do blog, revelar a franquia que ganha a minha torcida por todas as noites que jogam.

Bem, diretamente e sem brincadeiras, torço pro Lakers. Pois é, sou da modinha, e blá blá blá. Kobe, Gasol e companhia são os astros do time que torço e vou falar agora quando comecei a simpatizar pelo irmão rico de Los Angeles.

Tudo começou há um tempo, digamos que há uns sete ou oito anos atrás, assistia de vez em quando umas peladas de uma tal de NBA na televisão. Não entendia muita coisa, mas assistia atentamente pessoas correndo e tentando jogar uma bola laranja dentro de outra coisa laranja, que ficava bem no alto.

Eis que um dia, numa noite de outono de 2004, mais precisamente no dia 13 de maio, numa noite fria, cá estava eu, no calor da minha casa vendo um jogo de time de roxo contra um time de branco, por acaso era o jogo cinco da semifinal do oeste entre Lakers e Spurs. A série tava empatada em 2-2 e o jogo já estava no último quarto. Chegando ao fim, faltando poucos segundos, Tim Duncan fez uma jogada espetacular, com marcação dupla, conseguiu fazer uma cesta espírita e colocou o Spurs em vantagem faltando somente 0.4 segundos. Como um humano qualquer, eu disse: “Ah, é impossível.” Mas não, não é. O Lakers repôs a bola, e Derek Fisher, encarnando o próprio Deus, virou como um raio e num piscar de olhos conseguiu arremessar a bola. Dois pontos pro Lakers, vitória e muita festa em San Antonio. Brincadeira, nem teve festa, todo mundo ficou com cara de Tim Duncan.

Pronto, eu vi aquilo e achei fantástico. Depois daquele dia sempre que tinham chamadas pra jogos do Lakers eu me matava pra ficar acordado pra pelo menos ver umas jogadinhas de Shaq e Kobe, que não só deram alegrias pra mim como pra todos os torcedores ou simpatizantes do Lakers.
Hoje em dia entendo o esporte, acompanho fielmente e sofro jogo a jogo, mesmo sofrendo com o Fisher estando lento, com o Gasol sendo soft, com o Kobe colocando o planeta Terra em baixo do braço e tentando fazer tudo sozinho, mas não deixo de acompanhar o time.

Tenho certeza que esse jogo converteu muitas pessoas, aposto que com algum leitor do Paixão NBA também aconteceu algo parecido, comente, interaja conosco, nos diga como você começou a torcer para o seu time de coração.

1 comentários :

Mais modinha que o Matheus, entende?

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!