Acompanhe aqui:

5 de junho de 2011

O dilema do Houston Rockets

Imagem bem normal: Yao de férias

Não há um cenário em que a paralisação é boa para a NBA a partir de um ponto de vista de marketing. Poderia ser melhor para a viabilidade a longo prazo do campeonato, pode até nivelar o campo um pouco do ponto de vista da competitividade, mas a imagem da liga irá ficar manchada.

De modo geral, o que é ruim para o campeonato também é mau para as equipas, mas pelo menos em um caso de lock-out pode ser apenas o que o médico literalmente ordena: repouso. Nesse caso, seria ótimo para o Houston Rockets.

A grande dúvida que os Rockets devem responder nessa offseason é se deve ou não estender o contrato do quase sempre lesionado Yao Ming.

Então, o que o Houston Rockets deve fazer, agora que Yao está definido para ser um agente livre em no dia 1º de julho? Será que eles vão em frente e assiná-lo para um acordo de longo prazo, ou eles vão deixá-lo ir embora e os riscos dele ficar saudável para alguma outra equipe?

O lock-out vai dar ao Rockets algum tempo importante enquanto se prepara para fazer o que poderia facilmente ser a decisão mais importante da temporada. Um lock-out, é claro, impediria agentes livres de assinar com as equipes, dando a Houston um tempo para avaliar Yao, pois ele continua com sua reabilitação de uma lesão no pé que lhe custou mais uma temporada e meia de sua carreira.

Mesmo que Yao não fique 100% saudável, não há uma razão para Houston pensar cuidadosamente sobre a re-contratá-lo. Ele praticamente paga-se com os dólares da publicidade chinesa que fluem em Houston, resultado da presença de Yao dentro da organização. Há também o fator de seguro, que permite Houston recuperar grande parte do seu salário caso ele perca outra temporada. Ainda assim, a receita é grande e uma rede de segurança de salário é bom, mas nenhuma dessas coisas pode ajudar o franquia do Texas em sua busca para voltar aos playoffs.

Como a direção esperava ansiosamente para ver um progresso Yao Ming, eles também estão preparando um plano de contingência. Os dois principais pivôs disponíveis no verão é Tyson Chandler, do Dallas Mavericks, e Marc Gasol, do Memphis Grizzlies. A única dúvida é se Chandler renderia o que rende no Dallas com um armador menos técnico em Houston (comparado a Jason Kidd). Por isso, Marc Gasol seria a solução mais viável. Claro, sabem que haverá uma forte concorrência em cima do irmão mais novo de Pau Gasol.

O melhor cenário para Houston está em Yao Ming finalmente ficando bem e colocar o Rockets na via que estava antes de ele se machucar: voltar para os playoffs e, possivelmente, na disputa pelo título. O Rockets com certeza vai usar o tempo extra criada pelo quase-certo lock-out para tomar a melhor decisão.

O que o time de Houston deve fazer, fã da NBA? Renovar com o pivô ou mandar embora? Comente!

1 comentários :

renova pra ter os chineses ao nosso lado, a franquia ganha muito por conta deles e o Yao não vai exigir um contrato caro, deve ser um contrato sem risco, mesmo que ele não jogue dá retorno

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!