Acompanhe aqui:

9 de junho de 2011

Mavs e a última chance de animar sua torcida


Como você viu no post Confie em mim, estou cravando que o vencedor do jogo 5 entre Dallas Mavericks e Miami Heat será o campeão da NBA. A série está muito brigada, com alfinetadas de todos os lados. O ala DeShawn Stevenson andou comentando sobre LeBron e Wade, dizendo que ambos são atores e falou sobre LeBron estar mal na série. Resumindo tudo isso, a rivalidade cresce à cada jogo. Todos querem ganhar.

Eu não canso de falar que o Heat precisa administrar melhor sua vantagem. Tirando o jogo 1, o Heat sempre conseguiu abrir uma boa vantagem e não administrou. Há quem diga que o time de Miami está jogando melhor e o Dallas vai na base das reações. Isso não é mentira, mas temos que destacar sempre o espírito guerreiro do time do Texas.

Se o confronto no começo era Dirk x LeBron, os americanos começaram a tratar Wade x Dirk. LeBron sumiu. Se preocupou em servir os companheiros e esqueceu o que é infiltrar e fazer a cravada. Um jogador como o LeBron, com a mídia sempre em cima, exaltando sua técnica e tudo mais, sabe que precisa muito mais do que apenas distribuir assistências e trabalhar na defesa. Dirk vem se recuperando de uma sinusite, no entanto, quando está na quadra, esquece dos problemas e joga como se estivesse 100%. Com o alemão brilhando no último período, o Heat precisa armar uma defesa para segura-lo. Udonis Haslem é o jogador que melhor vem marcando Nowitzki e deve ter mais minutos em quadra.

Agora, para ser breve, aí vai o que os times precisam para ganhar o jogo (dentro do que vimos nesses playoffs).

Mavs: Contar com Nowitzki como a bola de segurança; Suporte (JJ Barea, Terry, Kidd e Marion) ajudar. O alemão pode fazer 50 pontos, porém, se os coadjuvantes não colaborarem, Dallas não vence.

Heat: Contar com o trio inteiro jogando bem. Não é só dois. É o trio. Se um desaparecer, pode ter certeza que vai haver sofrimento; Agredir a cesta; Defender bem evitando os chutes de três do rival

A bola sobe na American Airlines Center às 22h. Aconselho você ligar a TV mais cedo e curtir o pré-jogo feito pela ESPN. A emissora vem caprichando em suas matérias e vai tornando a NBA cada vez mais popular entre o público brasileiro.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!