Acompanhe aqui:

17 de junho de 2011

Greve pode ser a salvação do Magic, mas há de fato o interesse do Lakers


Enquanto visitava a Itália, Dwight Howard disse a jornalistas, mais uma vez, que ele não iria assinar uma extensão de contrato com o Orlando Magic, planejando se tornar um agente livre após o fim da próxima temporada. Ele estará seguindo os passos do grande Shaquille O'Neal? Vai sair direto para o Los Angeles Lakers?

Dwight Howard diz que quer ficar no Orlando Magic. Ele não vai sair enquanto não tiver um grande contrato em suas mãos e prefere ver a movimentação do mercado no verão de 2012.

Howard tem uma explicação para isso: ele sente uma lealdade com a cidade, mas quer esperar para ver como gestão irá melhorar o plantel.

Parece justo, certo? Soa razoável, certo? Errado.

Howard sabe o que está fazendo. Ele sabe que Otis Smith, apesar de não querer dizer, não pode deixa-lo "livre", rondando por aí. Ele sabe muito bem que o Los Angeles Lakers está interessado no jogador. E ele sabe que Howard está forçando a barra para sair da equipe.

Muitos pensam que um comércio entre o Magic e Lakers seria iminente, se não fosse o possível lockout. O novo acordo coletivo de trabalho vai alterar a parte financeira e nenhuma equipe quer correr o risco de gastar mais do que o permitido.

O novo sistema seria uma benção para o Magic, que muito provavelmente conseguiria segurar Howard, mesmo com as investidas do Lakers.

E o novo sistema poderia incluir um limite rígido, o que provavelmente tornar impossível para o Lakers incluir um salário que se adequasse ao teto salarial para adicionar Howard.

Com tanta incerteza, Magic e Lakers vão permanecer em silêncio. Eles têm que esperar se haverá um novo acordo e, ao analisar o acordo, ver se realmente o teto salarial permitirá uma ida do pivô a Los Angeles. Não importa o que diz Howard.

1 comentários :

seria muuuuuito loco ver Bryant e Howard no mesmo time! mas acho que Howard tem que ficar em Orlando, pra não dar uma de LeBron!

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!