Acompanhe aqui:

22 de maio de 2011

Vamos todos para Miami


Alexandre Reis


Primeiro jogo, excepcional esquema defensivo por parte do Chicago Bulls. No 2° jogo, James e sua turma comandaram a vitória sobre o time de Thibodeau com eficientes ataques e rápidas penetrações. Eis o jogo 3. É um jogo complicado. Na fase regular, Bulls derrotou Heat em pleno Airlines Arena com direito a show de Derrick Rose. Mas acho que isso é passado, o que importa é o momento atual e a ocasião do jogo. Série empatada, times com sede de vencer.

Acredito em uma vitória do Heat pelos fatores “casa” e psicológico. O big-three costuma dar show em seus domínios. Pelo lado do Bulls, o MVP da temporada regular, de apenas 22 anos tem a missão de conduzir o time de Chicago para a vitória. Se deixarem somente para um “moleque” resolver em cima dos astros do Miami, creio que o fator psicológico pode afetar. Poderão ser arremessos descontrolados e totalmente impulsivos, o que aumenta a chance de erro dos mesmos. Se o astro do time não estiver em um bom time, todos vão mal.

Vem o nervosismo, o que é comum acontecer com jovens times. Isso iria ocasionar em vários contra-ataques, tudo que um time impulsivo e que joga com o calor da torcida como o time de Spoelstra quer.

Palpite: Heat.

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!