Acompanhe aqui:

2 de maio de 2011

Segunda inútil: D-League

Sérgio Júnior

Num dia após a morte de Osama bin Laden, venho falar da D-League, que teve o grande campeão decidido na última sexta-feira, o vencedor foi o Iowa Energy que levantou seu primeiro caneco sobre o então campeão Rio Grande Valley Vipers. E a questão principal é...Quem liga? Poucos ficam sabendo sobre as finais, que tiveram jogos bens animados até.

No primeiro jogo das finais desse ano apenas 4 mil pessoas foram a State Farm Arena torcer para o Rio Grande, a torcida do Energy conseguiu ser maior e chamou 14 mil para o 2º e 9 mil para o 3º. O Energy venceu o 1º e o 3º jogo . O time tem grandes nomes como Shy Ely, sim! O Iowa consegue ter um fake do grande Melvin Ely, Stefhon Hannah e outros.

A D-League foi criada em 2001 para desenvolver jogadores, todos os times tem relações com os times da NBA para receber jovens jogadores sem espaço no time principal para dar tempo de jogo e desenvolver as habilidades. Mas apesar da liga já ter recebido muitos jogadores nesse tempo e muitos acabando por ter sucesso na liga, a D-League ainda é fraca e pouco interessante, a NBA ainda tem que fazer um bom trabalho para melhorar e desenvolver a D-League que com um acompanhamento certo pode acabar trazendo mais, e melhores, nomes para a liga principal.

Entre os MVP’s da D-League, podemos ver nomes conhecidos como Mike Harris e Matt Carroll, mas o sucesso na liga principal é pífio. Mike Harris teve médias de 27 pontos e 10 rebotes na temporada 2009-2010 da D-League e foi o grande MVP, na NBA disputou apenas 34 jogos entre 2007 e 2011. Nesta temporada atual foram apenas quatro jogos, pelos Rockets, e míseros 8 pontos no total. Matt Carroll foi o MVP na temporada 2004-2005 fazendo mais de 20 pontos por jogo, na NBA tem até certo reconhecimento no Charlotte Bobcats, time em que joga atualmente e fez grande parte da carreira, mesmo assim é apenas mais um fraco jogador que hoje joga 10 minutos por noite e só é craque no NBA 2k11(matador total nas bolas de três).

Apesar do baixíssimo nível de seus MVP’s, bons jogadores já passaram por lá. Apenas dois jogadores que jogaram na D-League já ganharam algum prêmio individual na NBA, Aaron Brooks e Bobby Simmons. Aaron Brooks jogou apenas dois jogos na D-League e foi o jogador que mais evoluiu na temporada passada, e um dos que mais involuíram nessa temporada, enquanto Bobby Simmons jogou 14 jogos e conseguiu ganhar o mesmo prêmio em 2005, e depois disso só enganou para ganhar milhões e milhões. Outros nomes importantes que passaram algum tempo por lá, e que de fato valeu algo, são Will Bynum, Sundiata Gaines e Matt Barnes.

A coisa é tão feia que a D-League serviu de castigo ao Terrence Williams essa temporada que foi mandado por motivos disciplinares para o Springfield Armor, e o bom jogador sobrou por lá e foi uma verdadeira máquina de triplo-duplos.

Quando você ver aquele Trey Johnsons que você nunca viu na vida aparecer no elenco do seu time, provavelmente ele veio de lá, então tenha paciência com ele. Se você se interessar pode ver os jogos da próxima temporada no site oficial da NBA que transmite todos os jogos de graça, talvez valha mais a pena ver a NBB, mas as vezes aparecem uns veteranos como Antoine

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!