Acompanhe aqui:

1 de maio de 2011

A ousadia de Rajon Rondo


Uma das coisas que eu mais notei nessa primeira rodada de playoffs, nem foi a dificuldade dos Spurs contra os Grizzlies, as atuações do trio de Miami, de alguns problemas encontrados pelo Chicago Bulls contra o time de Indiana. O que eu mais notei foi a ousadia do Rajon Rondo.

O talento do Rondo é incrível, isso nem se discute. Mas sempre cobram do armador do Boston Celtics que ele procure mais a cesta, que ajude o time marcando mais pontos e não se preocupando somente com as assistências. Na varrida dos Celtics para cima do New York Knicks, Rondo deu amostras que será um novo Rondo. Aliás, não sabemos se ele será esse mesmo jogador contra o Miami Heat, mas dá à entender.

Por quê eu estou dizendo isso? Ora, é só ver os números dele e ver a produção ofensiva da equipe de Massachusetts. É quase impossível você ver o Ray Allen dando seus brilhantes chutes de três sem ter sido um passe do Rondo. É quase improvável você ver um Jermaine O’Neal cravando ou fazendo a bandeja sem ter sido passe do Rondo. A mesma coisa acontece com o Kevin Garnett e Paul Pierce. O Rondo joga para o time.

Suas assistências ninguém se atreve a falar. Mas e os pontos? Rondo teve a terceira melhor média de pontos dos Celtics na série. Só perdeu para os principais chutadores da equipe, Paul Pierce e Ray Allen. No jogo 2, no TD Garden, Rondo ficou a 2 pontos de igualar seu career high, anotando 30 pontos. Foi fundamental. Boston ganhou apertado naquela noite onde Carmelo Anthony só não fez chover.

Sua média de 19 pontos não impressiona só a mim. Impressiona à você que está lendo esse post nesse exato momento. O que mais eu vi se discutir no twitter, na comunidade do Orkut, etc... foi: quem é melhor? Rajon Rondo ou Derrick Rose? Um pontua que nem um maluco, outro distribui assistência que nem um maluco. Não vou entrar na discussão e apontar o melhor. Mas minha opinião sempre foi a seguinte: o Rondo ficaria em vantagem se pontuasse mais. Pois pelo time que tem, vai pontuar bem e fazer o time jogar, pois no elenco do time do Doc Rivers, o que não falta é bom chutador.

O “mestre” da defesa, Mike D’Antoni, comentou que queria ver o Rondo jogar no Minessota Timberwolves para ver se realmente suas médias serião altas. Eu não sei se seria, mas não dá para entrar nesse assunto. O ponto é que o ainda jovem jogador de Kentucky tem um elenco velho ao seu lado, mas não deixa o ritmo cair. Experimenta ir distribuir o jogo num time como Boston Celtics, onde a vitória é mais que obrigação e que a pressão aumenta demais com o crescimento do time durante a temporada. E vamos lembrar que o Rondo vai começar o processo de renovação dessa equipe. Logo, logo o Ray Allen, Garnett, Shaq, Pierce vão se aposentar. Quem vai estar lá, segurando o rojão? Rajon Rondo.



Rondo foi o destaque dos Celtics, na minha opinião. Aumentou demais sua produção ofensiva e não deixou as assistências de lado. Será que ele repete isso na série contra o time de LeBron, Wade e Bosh? A resposta será dada logo mais...

0 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!