Acompanhe aqui:

3 de maio de 2011

Derrick Rose confirma as expectativas e é o MVP da temporada


Sérgio Júnior

Informalmente ele já era o MVP, mas nesta terça a NBA anunciou oficialmente que o armador do Chicago Bulls é o mais novo MVP da liga. Com apenas 22 anos e 211 dias, Rose torna-se o mais novo da história a receber o prêmio.

Pouco pode discutir sobre o prêmio para ele, apesar de ainda não ter encantado nos playoffs, o jogador foi praticamente unânime na temporada regular e conseguiu sempre ser superior que seus principais concorrentes, LeBron James e Dwight Howard.

LeBron James aparecia como favorito ao tri, porém com o “hype” criado para cima do Heat, acabou subindo muito as obrigações do jogador que acabou demonstrando um desempenho fraco em momentos decisivos durante a temporada. Enquanto Dwight acabou sofrendo com seu inconstante time que passou por profundas mudanças durante a temporada e ainda contou com um duvidoso comando de Van Gundy.

Enquanto Derrick Rose acabou levando o Chicago Bulls para dois ou três degraus acima do que o time era, no começo da temporada o Bulls era apenas a quarta ou quinta força no leste e acabou a temporada com 62 vitórias e a melhor campanha da liga, um trabalho excepcional da jovem dupla Thibodeau e Rose, que contou com inúmeros problemas de lesões de seus homens de garrafão Boozer e Noah e conseguiu supera-los.
Nos números Rose pode não ter superado LeBron James, mas as médias de 25 pontos, 4 rebotes e 7 assistências são suficiente para marcar o bom trabalho do garoto nascido e criado em Chicago até ir para a universidade onde jogou pelo time de Memphis onde jogou por apenas um ano antes de ser draftado pelo Chicago Bulls em 2008.

Rose já mostrava um potencial de estrela desde os playoffs de 2009, quando o novato foi um dos principais nomes do Bulls que fez uma série espetacular contra o Boston Celtics que foi decidida apenas no sétimo jogo. Rose foi o segundo jogador a fazer pelo menos 35 pontos e 10 assistências em uma estreia em playoffs.

O título de MVP de Rose vem treze anos após Michael Jordan receber seu quinto e último prêmio de MVP, na temporada 1997-1998. O jogador ainda é o único Bull a ir a um All-Star Game desde Michael. Jogando na sombra de Michael, muitos acham que foi um fator decisivo para levantar os votos de Rose para playoffs, mas isso parece apenas tentativas de desmerecimento da ótima temporada do armador que está trazendo o velho estilo de Iverson à tona e mostrando que esse tipo de armador agressivo tem tanto espaço quanto armadores que distribuem mais o jogo, como Steve Nash.

É festa em Chicago, mas só por hoje, amanhã o time enfrenta o Atlanta Hawks pelo segundo jogo das semifinais do Leste. No primeiro jogo o Bulls sofreu um revés perante o Hawks que contou com uma ótima atuação de Joe Johnson. O jogador com certeza tem que estar feliz e orgulhoso do feito, mas o importante é conseguir levar o Bulls à vitória nessa quarta-feira.

1 comentários :

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!