Acompanhe aqui:

24 de abril de 2011

A supremacia falou mais alto, mais uma vez


Felipe Moraes
(@TheRealMoraes)

Pra quem esperava uma série clássica entre duas das mais tradicionais, este domingo foi de luto. Num dia que teve mais um “susto” pro lado do Miami Heat, que perdeu pro Philadelphia 76ers, tivemos a vitória do Boston Celtics em cima do New York Knicks, por 101 a 89, no Madison Square Garden, em New York. A equipe do trevo conquistou a quarta vitória seguida na série melhor-de-sete, varrendo de vez a equipe da casa, liderada por Amar’e Stoudemire, Carmelo Anthony e “Mr. Big Shot” Chauncey Billups, que ficou de fora de dois jogos anteriores da série, por uma séria contusão na coxa esquerda.

Os créditos da arrasadora vitória dos Celtics foram para o veterano Kevin Garnett, que fez 26 pontos e 10 rebotes, anotando mais um duplo-duplo na sua carreira. Rajon Rondo fez mágica, se destacando tanto na pontuação, 21 pontos, quanto nas assistências, 12. O armador também conseguiu dígitos duplos em dois fundamentos. Com apenas duas humildes bolas de três pontos, Ray Allen terminou a partida com 14 pontos, mesma pontuação de Glen “Baby” Davis, que veio do banco e fez sua parte no garrafão. Paul Pierce, outro jogador da “velha escola” da NBA, foi fundamental para desequilibrar a série contra New York, e no duelo de hoje terminou com 13 pontos.

No lado do derrotado Knicks, Carmelo Anthony tentou carregar o time nas costas mais uma vez, anotando 32 pontos e 9 rebotes, mas mesmo assim não conseguiu evitar a prematura eliminação na pós-temporada. Amar’e Stoudemire, que jogou boa parte desta série com dores nas costas, foi para o sacrifício, fez 19 pontos e 12 rebotes. O “ancião” armador Anthony Carter, tentou suprir a ausência de Billups na organização do time dentro das quatro linhas, e acabou a partida com 11 pontos.

Avisem para o Turiaf que 4 derrotas seguidas é varredura.

Agora que a série acabou, será comum ouvirmos muita gente falar que os Knicks foram “varridos” dos Playoffs ou pela ausência de Billups, ou pelas péssimas atuações de STAT, que se contundiu. Mas o fato é: eles abandonaram a pós-temporada cedo, bem cedo. Pegar logo de cara um Boston Celtics, 17 vezes campeão da NBA, é quase certa a volta pra casa mais cedo. Porém, não justificaria uma eliminação tão prematura... Muitos jornalistas, tanto da imprensa brasileira, quanto americana, já destacavam que esse time do New York é apenas uma promessa para a próxima temporada 2011-2012. Mas pela tradição do Knicks, e pela sua torcida, a expectativa era enorme, ainda mais depois da chegada de Carmelo Anthony no meio da competição. Entretanto, nenhum homem pode carregar um time sozinho até um título de campeão. Eu digo e repito sempre: “basquete é coletivo”. Exemplo disso, mais uma vez, foi o massacre dos Celtics.

2 comentários :

sem dúvidas, os Knicks é um projeto para um futuro próximo e promissor. Mas enfrentar um time copeiro,coeso,e acostumando a decisões como o Boston, foi uma pena para um time que tem potencial para ir mais longe nessa temporada

Knicks não tem defesa, não tem armador e tem um Treinador bem atípico, acho que minha primeira atitude seria tirar o D'Antoni...


E gostei da série do Turiaf, principalmente nos jogos em New England, comeu o KG no garrafão defensivo.


Bom texto, vlw!

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!