Acompanhe aqui:

15 de abril de 2011

Números finais: Aproveitamento nos arremessos de quadra


Para terminar a série “Os números finais”, vamos falar dos aproveitamentos nos arremessos de quadra. Para nossa felicidade, o glorioso Nenê Hilario foi o jogador com o melhor percentual. Primeiro eu queria falar que eu gosto dessa estatística. Tem um pessoal que não gosta, não leva muito à sério. Porém, sou daqueles que gosta. São números para nos informar como são os arremessos dos jogadores.

Esses .615 de Nenê, renderam a 17ª melhor marca da história da liga norte-americana. O aproveitamento do brasileiro chegou a .636, mas com seus seguidos arremessos nesse fim de temporada, caiu seu aproveitamento. Por quê esses seguidos arremessos? O Denver Nuggets esteve envolvido naquelas trocas. Mandou Melo e Billups para New York e recebeu Chandler, Gallinari, Felton e Mozgov. Com Carmelo no time, Nenê não era muito de arremessar, deixava os chutes de longe para a estrela do time. Nenê só ia para cesta quando tinha quase certeza que conseguiria acertar. Quando o astro se mandou para New York, Nenê virou um dos principais jogadores da franquia. Tempo de casa, moral com a torcida, etc... Resumindo, cresceu mais sua responsabilidade. Agora a gente vê um Nenê mais ativo, pontuando mais, pegando mais rebotes, fazendo o que quer. Mais arremessos aumentam a chance de erro. Normal essa queda no aproveitamento.



Dwight Howard e seus ganchos o renderam o segundo lugar, com aproveitamento de .593. A lista é completada por Emeka Okafor, Marcin Gortat (foto) e Al Horford. Desses três jogadores aí, queria destacar a temporada de recuperação de Marcin Gortat. Banco em Orlando, se mudou para Phoenix. Lá era banco também. Em uma partida contra o Boston Celtics, transmitida pela ESPN, ele apareceu muito bem, anotando vários pontos e pegando importantes rebotes. Se a minha memória não falha, ele conseguiu um double-double naquele jogo. Os Suns venceram a até então segunda melhor equipe da temporada. Depois dessa partida, comecei acompanhar mais seguidamente seus jogos. Com sua pontuação eleveda, sua briga no garrafão, o técnico Alvin Gentry foi obrigado a colocar o polonês no quinteto titular. Olho no Gortat. Tem ótimas chances de repetir as boas atuações na próxima temporada.

Sobre o Nenê, que ele siga com a mão “afiada”, tendo bom aproveitamento em seus arremessos.

Outros fundamentos:

Lances livres – O melhor aproveitamento foi de Stephen Curry, do Warriors. Aproveitamento de .934.
Aproveitamento nas bolas de 3 – Matt Borner, do Spurs. Aproveitamento de .457
Tocos – Andrew Bogut, do Bucks. Média de 2.6 tocos por jogo
Roubos de bolas – Chris Paul, do Hornets. Média de 2.35 roubos por partida
Turnovers – Russel Westbrook, do Thunder. 3.8 erros por jogo.

1 comentários :

Pensei que nos lances livres estaria o Nash .
Bonner é merecido , o cara joga e cai do jeito ki ele joga , e o CP3 como sempre com um roubo de bola muito bom .

Postar um comentário

Manda a sua mensagem, solta o verbo, fã da NBA!